Publicidade

Estado de Minas

Criança é arremessada de brinquedo inflável na Esplanada do Mineirão

Segundo a PM, vento levantou escorregador inflável e criança caiu de uma altura de três andares


postado em 22/01/2018 08:52 / atualizado em 22/01/2018 13:05

Criança estava no escorregador em forma de baleia (esquerda) quando o acidente ocorreu(foto: Reprodução da internet/Facebook)
Criança estava no escorregador em forma de baleia (esquerda) quando o acidente ocorreu (foto: Reprodução da internet/Facebook)
Um menino de 10 anos foi internado em estado grave no Hospital João XXIII após ser arremessado de um brinquedo inflável em um parque instalado na Esplanada do Mineirão, na Pampulha, em Belo Horizonte. 

Segundo a Polícia Militar (PM), o gerente informou que, pouco antes das 19h, um vento repentino levantou e jogou o brinquedo com a criança em seu interior para o lado da Esplanada. A criança foi arremessada, com o brinquedo, de uma altura de três andares (aproximadamente 10 metros de altura). 

Funcionários e pessoas que estavam no local prestaram os primeiros socorros ao menino. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) levou a criança ao Hospital Odilon Behrens e de lá ela foi transferida para o João XXIII. 

Adriana de Oliveira Vasconcellos, mãe do garoto, informou ao Estado de Minas que o filho está em estado grave, sedado e que respira com ajuda de aparelhos. A criança sofreu uma lesão no pulmão que ocasionou sangramento no órgão e está com inchaço e hemorragia no cérebro. "Ele está internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e está sendo monitorado. Foi uma queda de uma altura muito alta e na hora ele não estava nem conseguindo respirar e precisou ser entubado. Ele fez exames de imagem que mostraram os sangramentos no pulmão e no cérebro e os médicos fizeram a drenagem," explicou a auxiliar de serviços administrativos de 29 anos. 
 
Adriana informou, também, que o filho não precisou passar por nenhuma cirurgia, mas que os médicos não descartaram a necessidade de algum procedimento durante o período em que a criança ficar sob monitoramento. Abalada com o ocorrido, a mulher disse que a família deve processar os responsáveis pelo brinquedo. "Vamos procurar os nossos direitos sim, porque é um absurdo o que aconteceu," disse a mãe que não estava na Esplanada do Mineirão no momento do acidente. Adriana chegou ao estádio depois que o pai da criança, com quem o garoto estava, ligou para ele informando sobre o ocorrido. A família mora em Justinópolis, em Ribeirão das Neves. 
 
Estrutura inflável do brinquedo está em área isolada, em frente a bilheteria do estádio (foto: Paulo Filgueiras: EM/D.A Press)
Estrutura inflável do brinquedo está em área isolada, em frente a bilheteria do estádio (foto: Paulo Filgueiras: EM/D.A Press)
A Polícia Civil informou que realizou perícia nesta manhã no local em que ocorreu o acidente, na Esplanada do Mineirão. Conforme a corporação, a ocorrência ainda está em andamento e, tão logo for encerrada pela Polícia Militar, um inquérito deverá ser aberto para investigar o ocorrido. 

 
Parque e Mineirão lamentam o acidente 

 
O parque Funny Planet divulgou uma nota lamentando o acidente. "A operação montada na Esplanada do Mineirão conta com todas as autorizações necessárias conforme legislação vigente  e cláusulas do contrato de locação do espaço. Imediatamente após o incidente, a criança foi socorrida pelo Samu e encaminhada ao Hospital de Pronto-Socorro", diz a nota da empresa. "Neste momento, os esforços da administração do parque estão direcionados à assistência à família da vítima, bem como a apuração dos fatos junto aos órgãos competentes", finaliza. 
  
O Mineirão também se posicionou sobre o acidente por meio de uma nota e informou que o parque possuía alvará e as licenças de funcionamento. "O Mineirão lamenta profundamente o incidente ocorrido na tarde desse domingo na Esplanada. A equipe de Segurança do estádio acionou atendimento imediatamente, os primeiros socorros foram prestados e a criança foi levada para o hospital. O parque foi montado e é explorado por uma empresa especializada, possui alvará, licenças e autorizações de funcionamento exigidos pelos órgãos competentes."
 
Ainda na nota, o estádio informou que prestará toda a solidariedade à família. "O Mineirão não poupará esforços até que os motivos sejam esclarecidos e reforça que acompanha o caso de perto, está à disposição da família e oferece apoio irrestrito para qualquer necessidade," diz o texto. 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade