Publicidade

Estado de Minas

'Acidente na BR-251 foi provocado por carreta que estava na contramão', diz testemunha

Ainda de acordo com a mesma fonte, o micro-ônibus e as duas vans envolvidas na tragédia estavam seguindo em direção ao Nordeste


postado em 13/01/2018 14:17 / atualizado em 13/01/2018 17:30

A perigosa BR 251, que liga Montes Claros a BR-116 (Rio-Bahia), no Norte de Minas, foi palco de um grave acidente, ocorrido na manhã deste sábado, que envolveu cinco veículos, causou 13 mortes e deixou mais de 30 pessoas feridas. A batida ocorreu por volta das 5 horas, no Km 400 da rodovia, perto da localidade de Bocaina (município de Grão Mogol), entre Francisco Sá e Salinas. Segundo testemunha, o acidente foi provocado por uma carreta, que entrou pela contramão em uma reta.
 
O transito ficou  interrompido no local por quase 12 horas, formando filas quilmétricas de veículos - sobretudo, carretas e caminhões,– nos dois sentidos da estrada. A BR 251 é uma das rodovias mais movimentadas do estado, com um tráfego intenso de veículos de cargas que viajam do Centro/Sul para o Nordeste.
 
Conforme informações do Corpo de Bombeiros, além dos 13 mortos, o acidente deixou uma pessoa ferida em estado gravíssimo e outras 11 vitimas em estado grave,além de 27 com ferimentos leves. As vitimas foram  socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Movel de Urgência e Emergência (Samu), Corpo de Bombeiros e Policia Rodoviária Federal, sendo usado também um helicóptero da Policia Militar. Somente do Samu foram mobilizados 23 socorristas em sete ambulâncias, deslocadas de quatro municípios, sendo duas delas unidades de atendimento avançado.
 
As vitimas com ferimentos leves foram encaminhada para os hospitais de Salinas e Francisco Sá enquanto os casos graves foram levados para Montes Claros, a maioria para a Santa Casa. O Hospital informou que para a assistência aos feridos no do acidente na BR 251, teve que acionar o seu “plano de catástrofe de atendimento ás vitimas”, tendo em vista que, na sexta-feira, a instituição anunciou que devido a superlotação, adotou um  “plano de contigência” e decidiu, provisoriamente, fechar parcialmente o seu pronto socorro, passando atender somente os “casos de eminente risco de morte”.

Conforme uma testemunha ouvida pelo Estado de Minas, uma carreta que viajava no sentido Salinas/Francisco Sá, transportando um outro caminhão, entrou pela contramão numa reta e provocou o acidente, batendo em outros veículos que viajavam no sentido contrário. Segundo o informante, ao entrar pela contramão, inicialmente, bateu na lateral de um micro-ônibus. Depois, bateu em van, que virou e tombou.
 
A van acabou sendo atingida por uma outra carreta com uma carga de papel que, em conseqüência do choque, saiu da pista e pegou fogo. Ainda na sequência, o caminhão que era transportado pela carreta causadora do acidente se soltou e atingiu violentamente uma outra van.
 
Aionda de acordo com a mesma fonte, o micro-ônibus e as duas vans envolvidas na tragédia estavam seguindo em direção ao Nordeste. A suspeita é que os veículos estariam fazendo o transporte clandestino de passageiros, o que ainda será investigado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade