Publicidade

Estado de Minas

Agentes encontram maconha, celulares e bebidas em presídio de Juiz de Fora

Fones de ouvido e carregadores também foram vistos e apreendidos. Direção da Penitenciária Ariosvaldo Campos Pires apura o caso


postado em 09/01/2018 12:25 / atualizado em 09/01/2018 16:28

Uma operação de revista em um pavilhão da Penitenciária Ariosvaldo Campos Pires em Juiz de Fora, na Zona da Mata, terminou com maconha, bebida alcoólica, celulares e acessórios apreendidos por agentes penitenciários. 

De acordo com a Secretaria de Administração Prisional (Seap), foram encontrados 2,6 kg de maconha, 56 celulares, 38 carregadores para os telefones, 14 armas artesanais, 21 fones de ouvido, sendo três que funcionavam por bluetooth, 11 baterias dos aparelhos e 10 litros de bebida alcoólica. 

Os ilícitos, segundo a secretaria, foram descobertos nessa segunda-feira após um período de investigações da Assessoria de Inteligência da penitenciária. A direção do presídio já apura o caso para adotar sanções administrativas. 

Um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil ficará responsável por investigar as irregularidades. Ainda conforme a Seap, “todas as unidades prisionais do Estado realizam rotineiramente ações para impedir a entrada e a permanência de materiais ilícitos,” diz a nota. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade