Publicidade

Estado de Minas

Foliões de BH começam a preparar as fantasias para o carnaval

Belotur prevê mais blocos desfilando nas ruas em fevereiro. Enquanto agremiações se organizam, foliões já procuram adereços


postado em 04/01/2018 06:00 / atualizado em 04/01/2018 07:56

Luiza Xavier experimenta chapéu coco e, como em 2017, planeja tocar agogô desfilando na capital com o Garotas Solteiras (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
Luiza Xavier experimenta chapéu coco e, como em 2017, planeja tocar agogô desfilando na capital com o Garotas Solteiras (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
Ajuda oficial para pôr o bloco na rua, garantir a animação e deixar a festa rolar. Terminam no próximo dia 12 as inscrições no edital de auxílio financeiro para o Carnaval 2018, que distribuirá, segundo a Belotur/Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), R$ 500 mil – valor superior em 66% ao do ano passado (R$ 300 mil). A expectativa, dizem os organizadores, é aumentar o número de blocos atendidos, que deverá girar em torno de 80, num universo entre 500 e 550 cadastrados. Já o prazo para o credenciamento de artistas, bandas e grupos musicais locais e regionais, para compor a programação dos palcos oficiais, vai até amanhã.

Enquanto o carnaval oficial se organiza, os foliões vão em busca dos adereços individuais ou para os grupinhos que tradicionalmente pipocam na cidade. E há tendências na fantasia. Desta vez, sai a sereia, sucesso em 2017, e entra a borboleta, com asinha transparente, saia colorida usada sobre a calça, como se fosse um cinto largo, e arco com antenas para ficar bem sintonizada com a farra no reino de Momo.

Outra novidade para os blocos é que eles mesmos vão escolher em qual categoria participar: A) R$ 10 mil; B) R$ 7 mil; C) R$ 5 mil; e D) R$ 3 mil. O resultado será publicado no Diário Oficial do Município (DOM). Atendendo à própria demanda dos blocos, o valor a ser repassado deverá ser destinado ao pagamento dos serviços de sonorização, contratação de músicos, técnicos de som, produtores, seguranças e brigadistas para os cortejos previstos de 27 de janeiro a 18 de fevereiro.

Em nota, o presidente da Belotur, Aluizer Malab, destaca a evolução em um ano: “Além do valor significativamente maior, ampliamos os itens que podem ser contratados de forma a atender às reais necessidades dos blocos. O carnaval cresce em tamanho e também na qualidade”. Para a destinação da verba serão obedecidos critérios como história e trajetória na cidade, dimensão cultural, desfile fora da Região Centro-Sul e outras.

Jerusa Lima e a filha, Sabrina, de 16, prometem ir para a farra juntas (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
Jerusa Lima e a filha, Sabrina, de 16, prometem ir para a farra juntas (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
As inscrições são gratuitas, e o prazo para apresentação de documentos vai até sexta-feira da semana que vem. Poderão participar blocos de rua cadastrados pela Belotur. Todas as informações estão disponíveis no portal da prefeitura: pbh.gov.br/carnaval. O edital para credenciamento de artistas, bandas e grupos musicais inclui pessoas de qualquer estilo musical. O interessado deverá entregar pessoalmente à Belotur envelope com a documentação. Os habilitados serão convocados por meio do DOM para entrega da documentação jurídica.

Há chance de solicitação gratuita do edital via e-mail (licitacoes.belotur@pbh.gov.br) ou pessoalmente, na Comissão Permanente de Licitação da Belotur (na Rua da Bahia, 888, 6° andar, Centro). O resultado final, por evento, será publicado exclusivamente no DOM. Para o diretor de Eventos da Belotur, Gilberto Castro, a iniciativa valoriza artistas da casa. “Os palcos são importantes para a cidade, pois além de descentralizar, criam a oportunidades para que os artistas possam apresentar um pouco da sua riqueza cultural para moradores e turistas”, comenta.

Conforme a Belotur, a seleção das propostas será realizada em três etapas: habilitação, avaliação técnica e classificação. O processo classificatório será feito por meio de análise e avaliação do portfólio da banda ou artista e da análise da concepção artística, envolvendo performance no palco, figurino, empatia com o público e aspectos como produção geral. Somente serão consideradas apresentações do gênero musical inscrito.

A vendedora Juliana Santana exibe fantasia de borboleta, a nova onda (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
A vendedora Juliana Santana exibe fantasia de borboleta, a nova onda (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)


FANTASIAS
Nesta semana, já havia belo-horizontinos escolhendo suas fantasias. A servidora municipal e mestranda em estudo de linguagens Luiza Xavier, de 26, moradora do Bairro Santa Inês, na Região Leste, conferiu ontem as novidades na Babado Comércio, na galeria do Edifício Maletta, no Centro. “Toquei agogô no Garotas Solteiras e pretendo sair de novo. Acompanho a movimentação de todos os blocos”, contou a jovem, enquanto provava um chapéu coco. Perto dali, a cuidadora de idosos Jerusa Lima e a filha, Sabrina, de 16, moradora do Bairro Caiçara, na Região Noroeste, examinavam tiaras de cigana e de melindrosas. “Minha filha vai sair num bloco pela primeira vez. E estarei lá com ela”, disse Jerusa diante do espelho. A proprietária da loja, Cibele Duarte, aposta que tendência será a fantasia de borboleta e se orgulhava da vendedora Juliana Santana, de 18, vestida com o modelito recém-chegado da fábrica.

Prazo de inscrições


1) BLOCOS

>> Até dia 12


Valor de R$ 500 mil, nas categorias A) R$ 10 mil, B) R$ 7 mil, C) R$ 5 mil e D) R$ 3 mil.
Informações no portal da prefeitura: www.pbh.gov.br/carnaval. Resultados serão publicados no Diário Oficial do Município


2) ARTISTAS

>> Até amanhã


Artistas de qualquer estilo musical poderão se candidatar para apresentações em palcos da
cidade. Edital via e-mail (licitacoes.belotur@pbh.gov.br) ou pessoalmente na Comissão Permanente de Licitação da Belotur (na Rua da Bahia, 888, 6° andar, Centro de BH)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade