Publicidade

Estado de Minas

Chuva provoca inundação, arrasta carros e deixa pessoas ilhadas na Grande BH

Por causa do aumento do nível do Córrego Ferrugem, a Avenida Teresa Cristina, na Região Oeste de BH, foi fechada


postado em 30/12/2017 15:29 / atualizado em 30/12/2017 19:54

Inundação na Avenida Tancredo Neves, na Região da Pampulha(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A.Press)
Inundação na Avenida Tancredo Neves, na Região da Pampulha (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A.Press)

Inundações, pessoas ilhadas, desabamento, queda de árvore e carros arrastados. Em pouco tempo de chuva na tarde deste sábado na GrandeBH, essas são as ocorrências registradas pelo Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte e cidades da região metropolitana. Devido o aumento do córrego Ferrugem, a Avenida Teresa Cristina foi fechada por agentes da BHTrans e da Defesa Civil. A ação faz parte do plano de contingência. Outros córregos da cidade também apresentam alta em seus níveis.



De acordo com os bombeiros, na Rua Além Paraíba, no Bairro Lagoinha, na Região Noroeste de Belo Horizonte, a água subiu rapidamente e deixou quatro pessoas ilhadas. Viaturas já foram enviadas ao local para o socorro das vítimas. Na Avenida Tancredo Neves, no cruzamento com a Heráclito Mourão de Miranda, um grande alagamento foi registrado.

Ver galeria . 13 Fotos Alagamentos foram registrados em diferentes pontos de Belo HorizonteKarina Sampaio
Alagamentos foram registrados em diferentes pontos de Belo Horizonte (foto: Karina Sampaio )


Alagamento também foi registrado na Avenida Doutor Otacílio Negrão de Lima, na Pampulha. Segundo o Corpo de Bombeiros, um carro foi arrastado pela água. Militares foram para o local prestar o socorro às vítimas. A Avenida Bernardo Monteiro, no Bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, teve que ser fechada por causa da queda de uma árvore de grande porte. A ocorrência foi registrada próximo a Avenida Brasil.

Em Contagem, segundo a corporação, ao menos sete carros foram arrastados na Avenida Severino Balesteros Rodrigues e, segundo os bombeiros, pessoas estavam dentro de alguns veículos. Em Ribeirão das Neves, também na Grande BH, há uma ocorrência de desabamento na Rua Mimo de Vennus.

Avenida Teresa Cristina foi fechada por menida de segurança(foto: BHTrans / Divulgação)
Avenida Teresa Cristina foi fechada por menida de segurança (foto: BHTrans / Divulgação)


Córregos

Devido a forte chuva, diversos córregos de Belo Horizonte subiram rapidamente. O fechamento da Avenida Teresa Cristina aconteceu por volta das 15h10. Segundo a Defesa Civil, a medida aconteceu por causa da elevação do nível do Córrego Ferrugem, que subiu rapidamente. Por causa disso, a recomendação é evitar trafegar pelas avenidas Palestina, do Canal e Sideral, no Bairro Cidade Industrial, em Contagem, no limite com a Região Oeste da capital mineira.

 

É recomendado também atenção nas imediações dos córregos Ressaca e dos Coqueiros. Devido a elevação da água deles, a Defesa Civil pede para os motoristas evitarem trafegar pela Rua Jacques de Morais nos cruzamentos com Rua Real Madrid e Avenida Heráclito Mourão Miranda no cruzamento com Rua Tocantins, no Bairro Alípio de Melo.

Há, ainda, o risco de transbordamento do Ribeirão Arrudas. Por causa disso, a Defesa Civil fez um alerta para os motoristas evitarem trafegar entre o cruzamento com Rua Campos Sales até o cruzamento com Rua Fausto Alvim. O mesmo ocorre no Córrego Vilarinho. Devem ser evitadas a Avenida Vilarinho; Rua República Tcheca, Av. Elias Antônio Issa, Rua Padre Pedro Pinto entre o cruzamento com Avenida Elias Antônio Issa e Rua das Missões; Rua Maria Helena Felipe, Rua Antuérpia, Rua Alfredo S. Neves, Rua Seis, Rua Hyldeu S. Figueiredo, Rua Padre Pedro Pinto no cruzamento com Avenida Vilarinho, Rua das Melancias, Rua dos Mamoeiros, Rua dos Melões, Rua das Macieiras, Rua dos Marmelos, Rua dos Cajueiros e Rua Malibu.



Previsão de mais chuva

O temporal já estava previsto. Na manhã deste sábado, a Defesa Civil emitiu um alerta para chuva forte em Belo Horizonte. O aviso vale até a manhã deste domingo. Áreas de instabilidade atmosférica pode provocar pancadas de chuva de volumes que variam entre 20 e 40 milímetros.

Amanhã, último dia de 2017, a previsão de chuva com ventos fortes se mantém. É possível, inclusive, que a virada do ano seja debaixo d'água. A temperatura máxima deve cair um pouco e ficar na casa dos 28º C. Se somados, o volume de chuva entre sábado e domingo pode chegar a 70 milímetros.

Por meio das redes sociais, moradores comentaram sobre o temporal. “BH está precisando dessa chuva”, disse Victor Neves. “Se for para cair o mundo, que caia hoje. Mas, não quero uma gota de chuva em BH amanhã, hein?”, pediu Yohana. “Avisa que a chegada em BH da BR 040, vindo do sentido Rio, está com muita chuva e neblina”, alertou Tainan Muniz. “Chuva forte aqui na região da Pampulha”, avisou Fabiana Tavares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade