Publicidade

Estado de Minas

Instrutora de autoescola é presa por vender aprovação no exame de habilitação

Segundo a Polícia Civil, a mulher enganou cerca de 60 candidatos, fingindo ter feito um acordo com os examinadores do Detran


postado em 27/12/2017 17:20 / atualizado em 27/12/2017 18:12

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma instrutora de autoescola de 44 anos foi presa, em Ipatinga, no Vale do Rio Doce, por cobrar propina para facilitar a aprovação de candidatos no exame de direção. O esquema era investigado há seis meses pela polícia.

De acordo com a Polícia Civil, a instrutora cobrava R$ 2 mil reais para facilitar a aprovação dos candidatos no exame. Segundo os policiais, S.C.M. fingia ter feito um acordo com os examinadores do Detran para enganar as vítimas.

A mulher, que reside em Coronel Fabriciano, também na região do Vale do Rio Doce, enganou cerca de sessenta candidatos, arrecadando aproximadamente R$ 120 mil reais. Segundo a polícia, ela não tinha nenhuma relação com os examinadores do Detran ou qualquer outro funcionário da polícia.

Ela foi presa em flagrante e encaminhada à delegacia de Ipatinga, onde foi autuada por tráfico de influência e estelionato. Recentemente, a polícia da região do Vale do Rio Doce efetuou a prisão de outros quatro instrutores de autoescolas que agiam da mesma forma.

* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade