Publicidade

Estado de Minas

Operação no Aglomerado da Serra tem ao menos seis pessoas detidas

Entre elas está um homem identificado como Rodriguinho, apontado como um dos líderes da gangue ''Del Rey'', que está em guerra contra a facção ''Pau Comeu


postado em 15/09/2017 15:07 / atualizado em 15/09/2017 17:10

Policiais civis tomaram as ruas do aglomerado desde o início da manhã (foto: Reprodução / TV Alterosa )
Policiais civis tomaram as ruas do aglomerado desde o início da manhã (foto: Reprodução / TV Alterosa )

A ação da Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, para conter e prender envolvidos no conflito entre quadrilhas rivais no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, tem ao menos seis pessoas detidas. Entre eles está um homem identificado como Rodriguinho, apontado pelas investigações como um dos líderes da gangue ''Del Rey'', que está em guerra contra a facção chamada de ''Pau Comeu''. A operação continua para tentar encontrar mais alvos do inquérito.

Desde o início da manhã desta sexta-feira, policiais cumprem 17 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão. Outros três adolescentes são alvos das ações. Ao todo, 75 policiais civis, com o apoio da Polícia Militar, participaram da operação.

Os agentes de segurança, com a ajuda de cães farejadores, tomaram conta das ruas e becos do Aglomerado da Serra, o que chamou a atenção de moradores. Alguns, amedrontados, ficaram olhando a ação com medo de represália. Eles contam o medo vivido nas últimas semanas com constantes tiroteios entre as duas organizações criminosas. “Eu até proibi meus filhos de irem a aula a noite. Eles estão pegando todo mundo, pessoas inocentes e outras que são do movimento”, disse uma mulher que preferiu o anonimato.

A série de conflitos entre as duas quadrilhas já acontece há ao menos um mês. Na última quarta-feira, policiais militares prenderam Michael Deyvison, de 20 anos, o Maiquim, apontado como pivô da briga das gangues do Pau Comeu e da Vila Del Rey. De acordo com a PM, Michael pertencia à gangue do Pau Comeu, que abandonou para integrar a rival da Vila Del Rey.

Como prova de fidelidade, ele teria matado um adolescente, conhecido como Cabeludo, que seria um dos chefes do antigo grupo. Desde então, houve enfrentamentos entre os criminosos, com outros assassinatos, que vêm deixando acuados os moradores do aglomerado e de bairros do entorno, como São Lucas, Santa Efigênia e Serra. Um outro suspeito também foi preso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade