Publicidade

Estado de Minas

Novo tiroteio no Aglomerado da Serra tem feridos e presos

Disputa entre gangues teve mais um confronto na noite de terça-feira. A polícia conseguiu prender dois suspeitos que foram baleados na confusão


postado em 13/09/2017 10:53 / atualizado em 13/09/2017 10:50

Polícia acompanha a situação no aglomerado, no mínimo, há dois meses, quando a guerra pelo tráfico se intensificou(foto: Túlio Santos: EM/DA Press )
Polícia acompanha a situação no aglomerado, no mínimo, há dois meses, quando a guerra pelo tráfico se intensificou (foto: Túlio Santos: EM/DA Press )

Moradores da Região Centro-Sul de Belo Horizonte tiveram mais uma noite tensa. A Polícia Militar (PM) registrou mais um tiroteio entre gangues rivais que disputam o comando do tráfico de drogas no Aglomerado da Serra. Desta vez, dois criminosos ficaram feridos e acabaram presos.

De acordo com a Polícia Militar, moradores da Rua Oriente, no Bairro Novo São Lucas, denunciaram uma intensa troca de tiros entre 15 integrantes das facções “Del Rey” e “Pau Comeu” nas imediações da via, por volta das 22h30 de terça-feira. Ainda segundo a denúncia, duas pessoas foram baleadas durante o tiroteio e estavam caídas na rua.

Porém, ao seguirem para o local, os PMs encontraram apenas uma das vítimas. Conforme a PM, Túlio Valentim do Nascimento, de 31 anos, tinha sete perfurações pelo corpo. O homem foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital João XXIII, com ferimentos na nuca, pernas e costas.

Ao verificarem a documentação de Túlio, militares identificaram que o homem seria “olheiro” da gangue “Pau Comeu” e que havia um mandado de prisão em aberto em seu nome. Imediatamente foi dado voz de prisão a ele e providenciada escolta para acompanhar o suspeito no hospital, onde permanece internado.

Durante a madrugada, por meio de outra denúncia, a Polícia Militar identificou e prendeu o segundo suspeito que foi baleado no tiroteio. As informações davam conta que um homem ferido havia dado entrada em um hospital particular próximo ao aglomerado. Na unidade, militares verificaram que se tratava de Mateus Antonino dos Santos, de 21 anos.

Ele foi ferido com um tiro nas nádegas durante o tiroteio, mas segundo a PM fugiu do local, pois também tinha um mandado de prisão em aberto expedido. Foi dada voz de prisão ao suspeito, que precisou ficar em obervação no hospital durante a madrugada acompanhado de escolta policial.

Nenhum outro suspeito de ter participado do tiroteio foi preso e a Polícia Militar informou que segue fazendo buscas na região.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade