Publicidade

Estado de Minas

Hospital do Barreiro dobra sua capacidade e Kalil destaca sacrifício

Unidade de saúde construída para operar com 451 leitos ainda passará por mais duas ampliações até chegar ao atendimento pleno


postado em 30/08/2017 11:28 / atualizado em 30/08/2017 13:43

Prefeito Alexandre Kalil (PHS) esteve na unidade nesta manhã, para a inauguração de 99 novos leitos (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A PRESS)
Prefeito Alexandre Kalil (PHS) esteve na unidade nesta manhã, para a inauguração de 99 novos leitos (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A PRESS)

O Hospital Metropolitano Doutor Célio de Castro, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte, está dobrando a capacidade de atendimento a partir desta quarta-feira, com a inauguração de 99 leitos na unidade de saúde. Agora, já são 189 leitos, sendo 30 de CTI. O hospital tem previsão de funcionar com 451 leitos.

O prefeito Alexandre Kalil (PHS) e o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, visitaram a unidade nesta manhã para inaugurar os novos espaços. Segundo a Prefeitura de BH, a ampliação do hospital, que funcionava até ontem com 90 leitos, está programada para acontecer em mais duas etapas: novembro de 2017 e março de 2018.

"Fazer monumento que não funciona é muito fácil, botar para funcionar é muito difícil e muito sacrificante. Parabéns ao povo de Belo Horizonte que teve em seis meses a capacidade do hospital dobrada, a de cirurgia triplicada, dobrada a capacidade de CTIs. É um marco que me emociona. Isso aqui não é enfeite para politicagem. Agora é o monumento da saúde que através de muito sacrifício vai ser colocado em funcionamento", diz Kalil. 

Ainda este ano, serão abertos mais 154 leitos, ficando o restante para março próximo. Ainda segundo a prefeitura, a abertura dos novos leitos vai permitir agilidade nas internações clínicas, cirúrgicas e de CTI, menos tempo de espera por cirurgias eletivas e mais oferta de exames de imagem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A abertura dos 99 leitos nesta quarta-feira também vai permitir uma retaguarda mais robusta nos atendimentos de urgência e emergência de BH para aqueles casos de traumas de média complexidade e também para pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC).
Hospital ainda vai passar por outras duas fases de ampliação(foto: Edésio Ferreira/EM/DA PRESS)
Hospital ainda vai passar por outras duas fases de ampliação (foto: Edésio Ferreira/EM/DA PRESS)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade