Publicidade

Estado de Minas

Seis funcionários da Gerdau seguem internados em BH após explosão em usina

O estado de dois pacientes internados no Hospital João XXIII é grave. Dois funcionários que estavam hospitalizados em Ouro Branco tiveram alta nesta quinta-feira


postado em 18/08/2017 18:19 / atualizado em 18/08/2017 19:25

Dos 10 feridos da explosão em usina da Gerdau, em Ouro Branco, Região Central de Minas Gerais, seis seguem internados em hospitais de Belo Horizonte. De acordo com a Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais), quatro deram entrada ao Hospital João XXIII na terça-feira em estado grave, com queimaduras nas vias aéreas. Nesta sexta-feira, apenas dois seguem hospitalizados no hospital.


Na última terça-feira, uma explosão deixou dois mortos e 10 feridos no município. O acidente aconteceu na coqueria 2 da usina, um forno em que é produzido o coque (carvão), matéria-prima essencial na produção do aço nos altos-fornos. Este é o terceiro acidente em nove meses. No ano passado, acidentes na usina em novembro e em dezembro provocaram cinco mortes. Além dos dois funcionários que tiveram alta na data da explosão, outros dois tiveram liberação médica na terça-feira pelo Hospital Fundação de Ouro Branco (FOB).

Os corpos de Fernando Alves Peixoto, de 40 anos, e Cristiano Rodrigo Marcelino, de 35, foram enterrados na manhã de quarta-feira. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar as causas da explosão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade