Publicidade

Estado de Minas

BH terá semana com tempo seco e cidades do interior de Minas podem ter clima de deserto

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) emitiu um alerta por causa do baixo nível de umidade relativa do ar na capital mineira


postado em 14/08/2017 14:28 / atualizado em 14/08/2017 16:04

A umidade relativa do ar chegou a ficar em 22% na tarde desta segunda-feira(foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
A umidade relativa do ar chegou a ficar em 22% na tarde desta segunda-feira (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)

O tempo seco vai continuar predominando em Belo Horizonte e também em cidades do interior de Minas Gerais nesta semana. Os índices de umidade relativa do ar na capital mineira já atingiram 22% nesta segunda-feira, o que é considerado estado de alerta pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta situação, provoca danos aos humanos. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) emitiu um comunicado por causa dos baixos números. Em outros municípios mineiros, os moradores devem se preocupar ainda mais. A expectativa é de índices abaixo dos 20% nos próximos dias.

De acordo com ao Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os índices nesta segunda-feira em BH continuam baixos, mas podem melhorar nos próximos dias. “Tem uma passagem de uma frente fria pelo Sudeste que vai aumentar a nebulosidade no Triângulo, Sul de Minas, inclusive com possibilidade de chuva isoladas nessas regiões. Na capital, a qualidade do ar deve melhorar”, explicou o meteorologista Luiz Ladeia.

Os números devem ficar acima dos 30% nesta terça-feira, mas deve piorar novamente no fim de semana. “A tendência é voltar a cair novamente ao longo da semana. Inclusive, tem previsão de uma névoa seca na próxima sexta-feira”, completou o especialista.

A baixa umidade é comum nesta época do ano. Há pelo menos cinco dias, a capital mineira vem sofrendo com o tempo seco. Na última quinta-feira, BH aingiu sua maior temperatura no inverno, 32,1º C e também sua menor umidade relativa do ar do ano. Os índices chegaram a 15%. Nos dois dias seguintes, a situação melhorou e atingiu 41%, na sexta-feira, e 38% no sábado. No domingo, voltou a preocupar e chegou a 26%.

No interior de Minas Gerais a situação segue preocupante, principalmente em cidades do Norte e Noroeste de Minas Gerais. Nesta segunda-feira, MontesClaros teve 13% de umidade relativa do ar, o que se aproxima do clima de deserto, que é de 12%. A OMS considera o índice entre 21% e 30% como estado de atenção; entre 12% e 20%, de alerta, e abaixo de 12%, estado de emergência. O índice considerado ideal é 60%.

Com o tempo seco, o período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. Outras orientações são usar roupas leves, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras, além de usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente. A hidratação deve ser reforçada para as crianças, com a ingestão de bastante líquido. Os idosos também exigem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios. Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo muitos líquidos e lavando o nariz com soro fisiológico, além de hidratar a pele.

Índices de umidade nos últimos dias

Belo Horizonte

13/08 – 26%
12/08 – 38%
11/08 – 41%
10/08 – 15%
09/08 – 19%

Minas Gerais

13/08 – São Romão e Espinosa – 16%
12/08 – Campina Verde – 16%
11/08 – Ituiutaba – 13%
10 / 08 – Espinosa e Salinas – 12%
09/08 – Pirapora – 16%

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade