Publicidade

Estado de Minas

Homem é preso com carteira de habilitação falsa na BR-040, em Sete Lagoas

Um outro homem, que estava em um táxi, também acabou detido na rodovia com uma sacola que continha uma barra e dois tabletes de maconha


postado em 09/08/2017 09:30 / atualizado em 09/08/2017 10:12

(foto: Polícia Rodoviária Federal/ Divulgação)
(foto: Polícia Rodoviária Federal/ Divulgação)

Um homem foi preso na noite dessa terça-feira com carteira de habilitação falsa na BR-040, em Sete Lagoas na Região Central de Minas Gerais. O carro conduzido pelo homem foi apreendido.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, R.W.J.N., de 25 anos, foi preso durante fiscalização no posto da corporação, nas proximidades do KM 470 da rodovia. Ao ser abordado, o homem mostrou aos policiais uma carteira de habilitação falsa com as iniciais R.A.S.

Ainda conforme a PRF, o suspeito tentou sustentar que o documento era verdadeiro, mas após verificação no sistema do Detran, o homem foi identificado e foi constatado que ele não era habilitado. Ainda foi verificado pelos agentes da PRF que o homem possuí histórico criminal por furto e roubo.

O preso foi encaminhado para a Polícia Civil em Sete Lagoas e o carro em que ele estava foi removido para um pátio. 

Apreensão de drogas 


Ainda na BR-040, também na noite dessa terça-feira, policiais rodoviários federais prenderam um homem de 29 anos durante uma fiscalização no posto da corporação na estrada.

(foto: Polícia Rodoviária Federal/ Divulgação)
(foto: Polícia Rodoviária Federal/ Divulgação)
O suspeito, segundo informações da PRF, estava dentro de um táxi. Com o homem, os agentes encontraram uma sacola com uma barra grande de maconha e dois tabletes da mesma droga. A sacola estava escondida em baixo do banco do passageiro.

D.A.F. informou aos policiais que "apenas" estava levando a droga para a Região do Barreiro, em Belo Horizonte. Ainda segundo relato do preso aos policiais, o taxista não tinha conhecimento da droga.

O homem, conforme a PRF, responde, atualmente, pelos crimes de roubo, tráfico ilícito de drogas e receptação. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade