Publicidade

Estado de Minas

Bandidos roubam hipermercado no Belvedere e fazem funcionários reféns

Ação criminosa ocorreu durante a madrugada. Estoque de celulares foi levado e PM acredita em crime encomendado


postado em 02/08/2017 10:15 / atualizado em 02/08/2017 11:47


Bandidos invadiram a loja da rede de hipermercados Extra, na BR-356, no Bairro Belvedere, Centro-Sul de Belo Horizonte, durante a madrugada desta quarta-feira. Funcionários foram rendidos e vários celulares do estoque foram levados. 

De acordo com a Polícia Militar, três homens armados e encapuzados, invadiram a loja e amarraram funcionários, os mantendo reféns. Os homens teriam ficado por aproximadamente 30 minutos dentro do estabelecimento. O prejuízo estimado, conforme policiais que atendem a ocorrência, ainda está sendolevantando pelo Extra, mas há informações de um montante entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.
 
Nesta manhã, as polícias Civil e Militar montaram um grande esquema para tentar solucionar o roubo. Diferentes unidades das duas corporações atuam para reunir todas as imagens possíveis do caso e montar o quebra-cabeça do crime. Já se sabe que pelo menos três pessoas estão no radar dos investigadores, sendo dois dos homens que renderam com armas de fogo os funcionários e uma mulher que também é suspeita.

As imagens do Extra mostram a mulher e um homem entrando na noite de ontem no estabelecimento antes das 23h, horário de fechamento da loja. A mulher, que estava com uma bolsa rosa, é vista novamente saindo sem a bolsa antes do fechamento e o homem chega a ser flagrado com o objeto do lado de dentro já depois que as portas estavam abaixadas.

No interior do supermercado, o suspeito e pelo menos um segundo comparsa renderam primeiro um fiscal de loja, funcionário com várias atribuições no hipermercado.

Depois, outras pessoas foram rendidas, somando de cinco a oito funcionários. Nenhum deles teve celulares ou outros pertences levados, mas os bandidos conseguiram chegar até o setor de estoque de celulares que seriam comercializados no Extra, levando vários aparelhos armazenados. As caixas foram rasgadas e ficaram para trás.

Imagens de câmeras do Olho Vivo da região mostram um carro vermelho que provavelmente deu apoio aos bandidos e também pode dar mais indícios aos investigadores. Para o tenente-coronel Antônio Balsa Coelho Neto, comandante do 5º Batalhão da PM, há fortes indícios de que o crime tenha sido encomendado. "São ações concatenadas que indicam alguma coisa planejada", afirma.

A assessoria de imprensa do Grupo Pão de Açúcar (GPA), responsável pelo Extra, enviou uma nota sobre o ocorrido. Leia na íntegra:

"A rede confirma que sua unidade localizada no bairro Belvedere, região Centro-Sul de Belo Horizonte, sofreu um assalto na madrugada desta quarta-feira (02/08). Assim que a ação foi identificada, as autoridades responsáveis foram acionadas. Não houve feridos e a empresa informa que está colaborando com as investigações."

Aguarde mais informações.

*Sob supervisão do editor Benny Cohen
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade