Publicidade

Estado de Minas

Show de Claudia Leitte em BH é cancelado; cantora desabafa nas redes sociais

Centenas de pessoas foram surpreendidas pela decisão, e tiveram que voltar para casa. Falta de avaliação do Corpo de Bombeiros provocou embargo do evento


postado em 21/01/2017 18:08 / atualizado em 21/01/2017 22:16

PM foi ao local do show para evitar tumulto (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press)
PM foi ao local do show para evitar tumulto (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press)

O show da cantora Claudia Leitte, que seria realizado neste sábado, em Belo Horizonte, foi cancelado. A Justiça não autorizou a realização do evento por causa da falta de segurança. Centenas de pessoas foram surpreendidas pela decisão, e tiveram que voltar para casa. Algumas delas, chegaram a entrar na Arena BH, na Avenida Clóvis Salgado, na Pampulha, mas tiveram que sair. Organizadores deram a notícia por meio de um microfone. O evento foi remarcado para 4 de fevereiro.

 

O evento Minas Bahia estava marcado, inicialmente, para acontecer na Serraria Souza Pinto. Porém, o local foi alterado pelos organizadores “para dar mais comodidade ao público”. Com a mudança, não teve tempo hábil para a avaliação do Corpo de Bombeiros. Por isso, o alvará não foi concedido.

A organização do evento entrou com um pedido na Justiça para tentar reverter a decisão. Porém, a solicitação foi negada e o show cancelado. Dois micro-ônibus da PM e várias viaturas estiveram no local para evitar tumulto na saída das pessoas que já estavam na região para assistir ao show. Não houve registro de confusão.

Mesmo assim, algumas pessoas se mostraram indignadas. Um deles é o estudante de engenharia aeronáutica, Pedro Lessa, de 22 anos . “Paguei R$ 250 para o camarote openbar. Não quero voltar em 4 de fevereiro. Quero o meu dinheiro de volta”, afirmou. Já o estudante de engenharia civil João Campos, de 23, criticou a produção do evento. “A falta de alvará é um amadorismo muito grande dos organizadores”, disse.


Em nota, a organização do evento pediu desculpas pelo transtorno causado aos fãs da cantora e confirmou que o 2º Ensaio Axé Minas com Bahia ocorrerá no dia 4 de fevereiro, na Arena BH. Conforme o texto, Claudia Leitte já confirmou participação no show. 

 



Por meio das redes sociais, a cantyora lamentou  ocorrido. Vários internautas também comentaram a situação. “Recebi um áudio aqui falando que n ta tendo nem jeito de entrar no show da Claudia Leite”, disse Taynara Rodrigues. “Mano, o show da Claudia leite foi cancelado”, comentou Victor Gui. “Como assim o show da claudia leite foi cancelado”, questionou Juliana Reis.

Em nota, o Corpo de Bombeiros explicou o motivo pelo qual o alvará para realização do show não foi concedido. Confira:

"Em relação à interdição do show da cantora Cláudia Leite que seria realizado, hoje (21), na Arena BH, esclarecemos que a principal preocupação do Corpo de Bombeiros é garantir a segurança e integridade das pessoas que frequentem qualquer evento. Todos as decisões são baseadas em critérios técnicos de acordo com previsto na Lei Estadual de Segurança Contra Incêndio e Pânico – Lei 14.130/2001.
De acordo com essa legislação, os organizadores deveriam ter apresentado um projeto do evento com no mínimo 10 dias de antecedência para que fosse feita a análise e vistoria do local o que não ocorreu. Foi apresentado apenas, no dia 17/01, um projeto para a Serraria Souza Pinto, local onde seria realizado anteriormente o evento. Além disso, todo projeto deve ser todo executado 24h antes do evento para que o Corpo de Bombeiros avalie e, de acordo com a situação, oriente correções ou libere o evento, o que também não ocorreu.
A equipe de vistoria esteve no Arena no dia 20, das 16 às 21h, e constatou, além da falta do projeto, que a menos de 24h do evento os organizadores ainda trabalhavam na montagem da estrutura. Diante dessa situação, o local foi interditado e realizada uma reunião entre o Corpo de Bombeiros, a PBH, a PMMG e demais órgãos envolvidos onde foi reforçada a inviabilidade de realização do espetáculo.
Diante do não cumprimento das exigências legais por parte dos organizadores, o evento foi interditado pelo Corpo de Bombeiros, decisão reafirmada pela Justiça. Reafirmamos que a decisão foi baseada em critérios legais, técnicos e com o objetivo de preservar vidas, garantir a segurança e evitar novas tragédias."


Publicidade