Publicidade

Estado de Minas

No feriado do carnaval 17 pessoas já morreram nas estradas de Minas


postado em 11/02/2013 00:12 / atualizado em 11/02/2013 07:35

Landercy Hemerson

A queda de movimento nas estradas no domingo de carnaval não foi suficiente para evitar os acidentes, que já mataram pelo menos 17 pessoas em Minas Gerais. Na tarde desse domingo, uma pessoa morreu e pelo menos 11 ficaram feridas em acidente envolvendo um ônibus, uma carreta e um caminhão, na BR-381. O desastre aconteceu às 14h20, no km 401, entre os trevos de Nova União e Bom Jesus do Amparo, e à noite o tráfego continuava fechado.

De acordo com os primeiros levantamentos, o motorista de uma carreta carregada com óleo queimado, para uso em caldeiras, perdeu o controle ao entrar numa curva em um trecho de descida. Ele trafegava no sentido Belo Horizonte-Vitória (ES) e invadiu a contramão. O condutor do ônibus, para evitar uma batida de frente, jogou o veículo para fora da rodovia.

A carreta atingiu ainda a lateral traseira do coletivo e bateu de frente com um caminhão Mercedes baú. O carreteiro, que não teve o nome informado pela Polícia Rodoviária Federal, morreu preso às ferragens da cabine, que ficou totalmente destruída. Houve derramamento de óleo na pista e na vegetação às margens da estrada. A via teve que ser fechada para que fosse jogada serragem, para evitar que o asfalto ficasse escorregadio. Equipe da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) era aguardada para analisar os danos ambientais.

Para resgatar os feridos, foram mobilizados dois helicópteros do Corpo de Bombeiros e um da PRF. Além dos bombeiros, equipes do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) ajudaram no atendimento aos feridos, que foram encaminhados a hospitais de Belo Horizonte e João Monlevade.

Na capital, uma pessoa ficou ferida depois que um Toyota Corolla avançou o sinal vermelho, na Avenida do Contorno, e atingiu a lateral de um Fiat Doblò com três pessoas, que trafegava pela Avenida dos Andradas, na altura do Bairro Santa Efigênia, na Região Leste de BH, por volta das 15h de ontem. O motorista do Corolla, um homem de 58 anos, admitiu à polícia que desrespeitou o sinal e se comprometeu a arcar com os prejuízos. A mulher dele ficou ferida no braço e foi levada ao Hospital da Unimed.


Publicidade