Publicidade

Estado de Minas

Morre cabo da PM baleado na cabeça durante perseguição no Bairro Glória

Militar chegou a ser submetido a uma cirurgia, mas não conseguiu reagir


postado em 15/06/2012 21:39 / atualizado em 15/06/2012 22:05

Morreu na noite desta sexta-feira o cabo da Polícia Militar Gladstone Alexandre Soares Bernardo, de 39 anos, que foi baleado na cabeça durante uma ação policial na noite anterior no Bairro Glória, Região Noroeste de Belo Horizonte. Ele estava internado no Hospital Odilon Behrens, em estado gravíssimo.

De acordo com a assessoria do hospital, o óbito foi constatado às 20h53. A família dele foi comunicada imediatamente sobre a morte. Gladstone chegou a ser submetido a uma cirugia neurológica de urgência durante a madrugada, mas não resistiu.

De acordo com o comandante do 34º Batalhão da PM, tenente-coronel Idzel Fagundes, o policial participava de uma perseguição a dois homens que assaltaram uma casa e fugiram em um veículo roubado no imóvel. Os criminosos abandonaram o carro e seguiram fuga a pé.

Entre os suspeitos estava um adolescente, que foi dominado pelo cabo. Neste momento, o comparsa do menor, identificado como Marcelo Sancler, de 21 anos, atirou contra a cabeça do militar. Os dois envolvidos terminaram capturados. Segundo a PM, Marcelo cumpre pena por homicídio, mas saiu da prisão recentemente beneficiado por decisão judicial.

O cabo Gladstone Soares era lotado na 8ª Companhia do 34º Batalhão. Ainda não há informações sobre o funeral.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade