Publicidade

Estado de Minas

Servidores do Tribunal de Justiça de MG decidem paralisar serviços na próxima terça-feira

Eles protestam contra as considções do prédio ocupado por mais de 200 funcionários no Centro de BH, que, segundo o sindicato dos servidores, corre risco de desabamento


postado em 29/02/2012 15:45 / atualizado em 29/02/2012 16:05

Após assembleia geral extraordinária, realizada nesta quarta-feira, os servidores da Justiça de Minas Gerais de Primeira Instância decidiram paralisar os serviços na próxima terça-feira. No mesmo dia haverá um novo encontro da categoria para discutir possíveis soluções para as questões da segurança do prédio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que, segundo o Sindicato dos Servidores da Justiça de Minas Gerais de Primeira Instância (Serjusmig) corre riscos de desabamento. O edifício fica na Rua Gonçalves Dias, na Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

A presidente do Serjusmig, Sandra Margarete Silvestrini, confirmou a paralisação total dos servidores e disse que o diretor de obras e engenharia do TJMG disse que não há nenhuma patologia que ponha a segurança do prédio em xeque. “Segundo eles, para que não haja nenhum risco é preciso seguir a risca um laudo emitido em 2009. Mas quando esse laudo foi feito, o prédio comportava cerca de 7 mil processos por secretaria. Hoje já são 12mil. A posição do diretor é incoerente”, disse a presidente.

A assessoria de comunicação social do TJMG informou que um comunicado com a posição oficial da instituição sobre o caso será divulgado no fim da tarde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade