Publicidade

Estado de Minas MODA

Chloé mostra seu estilo clássico e sempre moderno

Marca francesa Chloé desfila na Semana de Moda de Paris coleção que estará em breve na sua primeira loja solo no país


postado em 06/10/2019 04:00 / atualizado em 06/10/2019 13:54

(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)


Quem abriu o terceiro dia de desfiles da Semana de Moda de Paris foi a Chloé, elegante marca francesa que merece destaque por aqui, uma vez que     inaugura este mês sua primeira loja em solo nacional, mais precisamente em São Paulo. A grife mostrou em Paris seu verão’2020 com uma coleção que aposta numa elegância natural e despojada, oferecendo uma interpretação romântica e sensual da alfaiataria feminina.
 
Natacha Ramsay-Levi, diretora criativa da Chloé, oferece uma visão fundamental do feminino ancorada na realidade, uma espécie de manifesto da mulher da marca. A estilista trouxe uma roupa clássica, elegante, minimalista, porém bastante moderna. Com uma despretensiosa elegância, que é a cara da Chloé, Natacha revisita tradições com romance e vigor, num conjunto que evoca ao mesmo tempo graciosidade, sensualidade e liberdade.
 

 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
  O fundamento da vez é o jogo entre personalidades femininas e silhuetas classicamente masculinas, num delicado equilíbrio entre fluidez e alfaiataria em tons de branco e bege, preto, marinho, verde, vermelho jaspe, cinza lavanda e rosa envelhecido. Entre os destaques da coleção que chega à loja da Chloé no ano que vem estão as peças de alfaiataria em risca de giz sem lapela, as jaquetas cinturadas, as elegantes bermudas, os vestidos e blusas em seda com microflorais, os vestidos tulipa plissados e as t-shirts com mensagens, como "Handle with grace" e "By the grace of our bodies".
 

 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
  Merecem atenção também as bolsas Daria Day com três alças e a bucket Hobo com detalhe em couro perfurado, além das belas plataformas com tiras geométricas, e as gargantilhas com elos de madeira.
O que mais chamou a atenção foram as sobreposições, tanto nos looks de calças e bermudas quanto nos vestidos, alguns abertos na frente, deixando à mostra calças ou mesmo saias sob eles. A alfaiatria apresenta o DNA da marca: corte, modelagem e caimento impecáveis. A leveza da primavera se viu nos tecidos esvoaçantes e nas transparências dos vestidos, muitos deles plissados. Casacos, blazers, jaquetas, bermudas, saias longas, curtas e até mesmo balonês compõem a coleção.
 


(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
  O COMEÇO A grife foi fundada em 1952 por Jacques Lenoir e Gaby Aghion, como uma alternativa à formalidade da alta-costura. O conceito era criar um guarda-roupa elegante e moderno com silhuetas despojadas e materiais de alta qua- lidade. Tiro certeiro, e a label passou a fazer parte da lista das mais desejadas das francesas graças a criações românticas, glamourosas e ao mesmo tempo descoladas. Crédito do colaborador Karl Lagerfeld, que assinou as coleções da Chloé entre 1964-1983 e 1992-1997.
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
  O estilo elegante da grife de prêt-à-porter fez com que ela se tornasse uma das mais cobiçadas dos anos 80, por causa dos icônicos vestidos assinados por Lagerfeld. Em 1983, inspirado pela música, o estilista apresentou o vestido Angkor, estampado com um violino em trompe l’oeil.
 

 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
  Em 1997, a marca contratou a estilista Stella McCartney para assinar as suas coleções, onde ficou até 2001. Ela trouxe uma combinação de alfaiataria precisa, estampas femininas e estilo retrô para as coleções de prêt-à-porter de luxo. Depois veio Phoebe Philo, que criou as bolsas que até hoje são disputadíssimas.
 

 
  Em março de 2017, entrou a nova diretora criativa, Natacha Ramsay-Levi, que está à frente da Chloé até hoje. É ela quem assina  a coleção primavera-verão 2020 que foi apresentada na Semana de Moda de Paris. Com experiência em moda internacional, a estilista veio da Louis Vuitton, onde atuava como diretora da linha ready-to-wear feminina desde 2013.
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
(foto: chloe/divulgação)
(foto: chloe/divulgação)
 
 
 


Publicidade