Publicidade

Estado de Minas MODA

Retratos & Caminhos: quando a roupa conta a história da mulher

Iorane lança coleção verão 2020 inspirada na mulher contemporânea que é livre para fazer suas escolhas, escrever sua história, sem perder a feminilidade e a elegância.


postado em 11/08/2019 04:00 / atualizado em 10/08/2019 22:50

(foto: Lufre/divulgação)
(foto: Lufre/divulgação)

 
Intitulada Retratos & Caminhos, a coleção para a próxima estação da Iorane foi inspirada na efígie da mulher contemporânea. “Essa mulher é protagonista da sua própria trajetória e sustenta a liberdade de suas escolhas. Em uma busca incessante pelo enredo da sua vida, descobre, dentro de si, o novo, desértico e não lapidado, que ela vê como um caminho de novas possibilidades. Essa mulher carrega em si recordações, amores, registros e memórias, construindo sua história. Seus retratos e caminhos”, explica o CEO da marca, Gustavo Rabello.
 
A label apresenta um verão sustentado por tecidos naturais, inspirados nas regiões áridas, como o algodão, linho, laise e outras tramas de bases leves, que permitem fluidez, ideais para proporcionar o caimento necessário à modelagem. Uma das fortes características nas peças são os babados, de preferência em várias camadas, e podem ser encontrados nos decotes, mangas ou saias. Outra proposta da Iorane são macacões de vários estilos e um deles se destaca por trazer uma ampla sobressaia longa, com abertura frontal. Vestidos, saias e blusas dão um mix variado de opções para produções elegantes.
 
A cartela de cores é guiada por tons desérticos, como o areia e o castanho, terrosos como o açafrão, páprica e coral, além de tons de verde mais seco, azul céu do deserto e off-white. Uma seleção de tonalidades democráticas, que permitem à mulher explorar a diversidade dentro de si mesma. Desenhos artesanais são aplicados em vários modelos como vestidos, saias e bodies, permeando toda a coleção, enfatizando a feminilidade. Estampa floral  em duas opções – uma maior e outra menor, dando um ar mais romântico –, e animal print estilizado se misturando com elementos da natureza.
 
Para compor melhor com o tema da coleção, a equipe escolheu o cenário de Canoa Quebrada, no Ceará, paisagem caracterizada por suas falésias. O povoado, na década de 60, foi descoberto por cineastas franceses, o que causou um choque de culturas, resultando em um sentimento de liberdade presente até hoje.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade