Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Governo recupera o jeito mineiro de fazer comunicação


postado em 07/07/2019 04:06

Roberto Bastianetto recupera a credibilidade da secretaria de Comunicação Social na base do %u201Cfair play%u201D em seus relacionamentos(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Roberto Bastianetto recupera a credibilidade da secretaria de Comunicação Social na base do %u201Cfair play%u201D em seus relacionamentos (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)

 
 
Ele está sempre bem-humorado. De sorriso aberto, é conhecido por ser de fácil trato, de bom relacionamento. No melhor estilo "gente como a gente". Porém, uma pessoa de atitudes extremamente éticas e profissionais. E para quem ainda não o conhece, trata-se do publicitário Roberto Bastianetto, 43 anos, "homem forte" da comunicação do Estado. Com experiência em agência de publicidade desde 1988, o novo subsecretário de Comunicação do Estado de Minas Gerais atuou em vários segmentos do mercado, passando pelo atendimento e planejamento de contas no setor privado, no varejo e também público, quando atuou em Brasília. 
 
Nesta entrevista, o secretário antecipa planos de trabalho, fala das prioridades e dos desafios que tem pela frente. Apaixonado por futebol, atleticano confesso, Roberto usa expressões do meio para reforçar pensamentos. Montou um time de Primeira Divisão, "uma equipe enxuta, mas compromissada com resultados". O subsecretário não abre mão do "fair play", pautando-se sempre pela ética. E avisa: "Minhas decisões serão sempre baseadas em critérios técnicos, em pesquisas, sem politicagem". E para quem pensa que vida pública é moleza, ele conta que está "ralando" de sol a sol, "correndo atrás de recursos" para fazer a máquina girar. Seu legado? "Quero deixar como marca um trabalho de muito respeito a todos, contribuir para o governo com uma comunicação eficiente em toda Minas Gerais; minha carreira sempre foi pautada pela ética e transparência e quero ser lembrado por praticar o jogo limpo o tempo todo". 

CONVITE  "Confesso que fiquei surpresa quando recebi um telefonema me convidando para participar do processo seletivo para o cargo. Mas igualmente honrado. Mais ainda quando fui conversar diretamente com o governador. Já conhecia o Romeu Zema, mas como a maioria das pessoas, de apenas cumprimentar, não de modo tão formal. Conversamos sobre o que penso de uma boa comunicação, minha linha de trabalho e ele falou também sobre o que espera da subsecretaria. Então, foi uma honra muito grande quando recebi a confirmação da escolha". 

NOVIDADES "Após a reforma administrativa aprovada na Assembleia Legislativa, passamos a ser a Subsecretaria de Comunicação Social, como parte da Secretaria Geral comandada pelo secretário Igor Mascarenhas Eto, o Igor Eto. Foi criada também a assessoria exclusiva do governador, com o Alexandre Cabral, o Deco. Então nosso trabalho está muito focado e bem alinhado dentro da nova estrutura do governo". 

FORMAÇÃO DE EQUIPE "Em pouco tempo montamos um time bem técnico, para fazer a máquina andar. Em três meses de trabalho colocamos o novo slogan 'Governo diferente. Estado Eficiente' na rua, estreitamos relacionado com a imprensa, implementamos as campanhas prioritárias, mesmo praticamente sem recursos. A imprensa comprou nossa ideia. Todos estão vendo uma equipe que trabalha com muita boa vontade, muita dedicação, em falsas promessas. Uma equipe que chega cedo e sai tarde. Já conseguimos melhorar muito nosso relacionamento com a imprensa, com o mercado como um todo. Nossa equipe é formada pela Amalia Goulart (superintendente de Imprensa), Marcelle Melasso (superintendente de Publicidade), Aline Brandão Silva (superintendente de Evento e Cerimonial) e Tatiana Ferreira (coordenadora de Redes Sociais)".

PRIORIDADES  "A imprensa entendeu e recebeu bem nossa necessidade de priorizar temas de utilidade pública. A comunicação de interesse social será sempre nossa principal meta. São campanhas nas áreas de saúde, educação, segurança e agricultura. Além disso, passamos a dar prioridade também às campanhas que venham trazer recursos para o estado, como na área de turismo, por exemplo. Também temos as campanhas pontuais, que surgem de acordo com demandas, vamos assim até que tudo se normaliza. Mas sempre é bom lembrar que faremos tudo de forma austera, como é a marca deste governo".

MINAS PRA CIMA "Pudemos implementar também a campanha "Minas Pra Cima", uma campanha ousada, bastante corajosa. Pela primeira vez na história um governo veio a público mostrar a realidade em que se encontra o estado. E já estamos colhendo os frutos da eficiência da campanha. O povo está tomando ciência, conhecendo nossa real situação. O governo teve a sensibilidade de trazer o assunto para as rodas de conversas, para as pautas diárias da imprensa. Porém, mais do que mostrar a difícil situação financeira, o governo está apresentando também as soluções, como pretende sair dessa crise. Essa campanha envolve todos nós. O mercado reagiu bem, estamos alcançando todos os objetivos.  Nosso site, em poucas semanas, apesar de sua característica de ser bastante segmentado, já alcançou mais de oito mil acessos. Criamos também o hotsite da campanha que tem sido bastante acessado, além do grande alcance de nossas redes sociais". 

DISTRIBUIÇÃO DE VERBAS "Existia grande expectativa com a mudança na comunicação do estado e estamos respondemos com muito trabalho. Rapidamente arrumamos a casa e passamos a correr atrás dos recursos, para dar prioridade à comunicação de amplo interesse social. Com relação a distribuição de verbas, passamos a trabalhar intensamente no atendimento ao mercado, sem privilégios. Sempre de forma técnica e justa. Tudo está sendo feito com muito critério, baseado em pesquisas, com coerência e bom senso, sem politicagem. E o mercado está entendendo bem o processo. Estamos contemplando os veículos de forma técnica, sempre respeitando nosso grave momento econômico".
 
ÁGUA COM FUBÁ "E quando você trabalha sem dinheiro, isso força ser ainda mais criativo, a não se acomodar, a trabalhar sempre com boa vontade e nunca aceitar um não como resposta definitiva. Estamos tendo muita colaboração do mercado. Todos estão empenhados em nos ajudar, pois sabem que nosso sucesso é o sucesso de todos. Os profissionais da indústria de comunicação do estado compreenderam rapidamente que estamos medindo a água com o fubá. Por isso, tenho que fazer elogios, agradecer muito.  O mercado tem sido grande aliado, parceiro do governo. Estamos unindo forças e prol do estado".

CRÍTICA X ELOGIOS "É impossível não receber críticas. A crítica bem-feita, construtiva, é sempre muito bem-vinda. Ela serve, inclusive, de alerta. Nos faz observar alguma coisa ou outra que talvez esteja sendo visto por nós. Por isso, estou sempre aberto a qualquer crítica, sempre disposto a ouvir e a aprender. Convido as pessoas a visitarem nosso hotsite (minaspracima.mg.gov.br), para nos avaliar, tomar conhecimento de nossos projetos e também apresentarem sugestões. Estaremos sempre processo de construção. Então, recebemos todos as críticas com muita atenção, por sabemos que quando vier os elogios eles também serão sinceros". 

RELEVÂNCIA  "Vou ficar muito feliz se conseguir desempenhar esse papel de construir essa imagem de um governo eminentemente técnico, de muita retidão, e fazer com que isso ecoe em todo o estado. Minas Gerais é um estado muito grande, muito diverso. Fazer com que a subsecretaria desempenhe um trabalho relevante no governo é, realmente, um grande desafio. Quero deixar como marca um trabalho de muito respeito a todos. De ter praticado o 'fair play'. Ou seja: o jogo limpo o tempo todo. E vencer esse desafio de fazer mais com menos. Mas com muito menos mesmo, é meu grande sonho". 


Publicidade