Publicidade

Estado de Minas CADERNO ESPECIAL

Crescer sem destruir

Hora de discutir o futuro da humanidade


postado em 10/06/2012 06:00 / atualizado em 07/06/2012 12:36

(foto: Lunae Parracho/Reuters)
(foto: Lunae Parracho/Reuters)

Uma das buscas da sociedade nos últimos tempos é pelo equilíbrio entre o desenvolvimento das nações, seus povos e o meio ambiente. Muito se fala da finitude dos recursos naturais, da poluição do planeta, da falta de harmonia que vem ocorrendo nos últimos séculos entre o homem e a natureza.

Já somos 7 bilhões de pessoas, sendo que 1 bilhão vive às margens da miséria absoluta. E um dos maiores desafios da humanidade é trabalhar justamente para que as desigualdades entre economia, justiça social e qualidade de vida não se tornem ainda mais gritantes. Mas como modificar o modelo de sociedade que temos, onde o consumo é excessivo e a poluição não para de crescer, colocando em risco a sobrevivência dos seres vivos?

Ainda não há uma fórmula, mas as tentativas de diálogo têm melhorado nas últimas décadas. E é com a esperança de que juntos podemos pensar em soluções que o Brasil se abre para o debate, a partir desta quarta-feira, no Rio de Janeiro, quando será iniciada a Conferência da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade