Publicidade

Estado de Minas

População relembra gestos de simplicidade de José Alencar


postado em 31/03/2011 06:22 / atualizado em 31/03/2011 08:56

A impressão que o ex-vice-presidente da República José Alencar deixou nos funcionários do Café Nice, em uma de suas passagens pelo tradicional ponto de encontro de políticos no Centro de Belo Horizonte, foi a melhor possível. Em 2002, durante a primeira campanha presidencial da dobradinha com Lula, Alencar esteve na Praça Sete e foi tomar um café, acompanhado do companheiro petista. “A educação com que José Alencar tratava todo mundo chamou minha atenção, sempre elegante e tranquilo. Depois, quando se tornou vice-presidente, mostrou que toda aquela humildade estava mesmo dentro dele”, conta a balconista Salvadora Pereira de Jesus, de 55 anos. No dia seguinte à morte do empresário mineiro que chegou à vice-Presidência da República, a trajetória e os fatos marcantes da vida de Alencar repercutiram nas ruas da capital e entre os funcionários que trabalhavam no prédio onde ele tinha um apartamento em BH. Com elogios e lembranças sobre a carreira, jovens e idosos reconheceram a grande perda que ele representará para o país. “Sempre ouço falar bem do Zé Alencar e é difícil ouvir histórias positivas de políticos brasileiros. Ele foi um exemplo diferente, pelas ações corretas que os homens públicos devem ter”, afirma a comerciante Daisy Ventura, de 27 anos. A opinião é compartilhada pela professora Nadya Nancy Campos, de 53, que acredita no bom exemplo deixado pelo político mineiro. “Precisamos usar cada vez mais os bons exemplos que temos no Brasil, das pessoas honestas, do bem e que estão dispostas a fazer nosso mundo melhorar. Esse talvez foi o grande exemplo do José Alencar, deixando de lado o individualismo que é tão comum entre políticos”, opina Nadya. Para o engenheiro Moysés Paulo Lima, e sua mulher Tarcilia Pagano Lima, a imagem que ficará do ex-vice-presidente será do empenho durante a carreira política e o orgulho de ser mineiro que Alencar sempre demonstrou. “Foi um servidor de primeira para Minas Gerais, tanto como nas suas ações, como no seu jeito de ser. A Dilma disse que foi uma honra ter conhecido e trabalhado com ele, então para nós o sentimento é o mesmo, tivemos um ótimo representante”, diz Tarcilia. Entre os trabalhadores mais simples, a presença de espírito e a simpatia de José Alencar é sempre relembrada. O ex-vice-presidente, por exemplo, costumava, quando era senador (1999-2002), comprar pizzas para o jantar dos vigias do prédio onde morava, no Bairro Sion, Zona Sul da capital, e descer para a guarita do edifício para bater papo enquanto os funcionário comiam. “Sempre procurava saber como estávamos”, relembra o vigia Wanderley Gregório, que trabalha no prédio há 12 anos. Lembranças Conhecido por sempre presentear amigos com a cachaça Maria da Cruz, produzida em uma de suas fazendas em Montes Claros, Região Norte de Minas, Alencar nunca se esqueceu dos trabalhadores do edifício em datas comemorativas, sobretudo as religiosas. “O ex-vice-presidente dava uma lembrança para todo mundo em períodos como o da Páscoa e no Natal”, diz Alexandre Magalhães, auxiliar de serviços gerais, que há cinco anos trabalha no prédio da família de José Alencar. Jorge Tomich Pecuarista "O que fica do Alencar é a boa figura, a honestidade nas atitudes e um passado irretocável como homem público. Nunca vi seu nome ligado a problemas de corrupção. Por isso, sua memória deve ser bem lembrada, e tomara que seu exemplo seja seguido." José Carlos Faxineiro "Trabalho aqui no condomínio em que ele mora há um ano e meio. Sempre que encontrei com o ex-vice-presidente por aqui, ele nunca deixou de nos cumprimentar. José de Alencar sempre foi muito simpático com todos daqui." Gilson Reis Minerador "A bravura e a personalidade sincera, falando o que pensa sempre, são as marcas que Alencar deixa para o Brasil. Quando me lembrar do Alencar, destacarei sua importância para que Lula chegasse ao poder. Fazendo com que muitos empresários, que antes tinham um pé atrás com o petista, passasse a confiar em sua capacidade." Moysés Paulo Lima Engenheiro "O José Alencar foi o vice-presidente que mais vezes assumiu a Presidência da República e nunca se vangloriou disso ou aproveitou dos momentos de forma exagerada. Isso é um exemplo do caráter e da humildade desse homem. Vai fazer muita falta." Daisy Ventura Comerciante "Sempre ouço falar bem do José Alencar e atualmente é difícil ouvir histórias positivas de políticos brasileiros, infelizmente. Ele foi um exemplo diferente, pelas suas ações corretas, as quais os homens públicos deveriam ter." Genovais Ribeiro Aposentado "Ele foi da turma do Pedro Aleixo, do Juscelino e do Tancredo, pessoas integras que conheciam muito bem o valor da honra. É exemplo para as pessoas que ficam desanimadas com os problemas que aparecem pelo caminho, porque o que vale é a forma como enfrentamos as dificuldades, e isso ele passou para muita gente." Nadya Nancy Campos Professora "Precisamos usar cada vez mais os bons exemplos que temos no Brasil, das pessoas honestas, do bem e que estão dispostas a fazer nosso mundo melhorar. Esse talvez foi o grande exemplo do José Alencar, deixando de lado o individualismo que é tão comum entre políticos." Adílson de Souza Porteiro "José de Alencar era uma pessoa que fazia sempre questão de baixar o vidro do veículo e cumprimentar todos os trabalhadores do prédio assim que entrava no condomínio. Isso mostra a atenção e o respeito que tinha por todos aqui."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade