Publicidade

Estado de Minas

Empresário do goleiro Bruno acredita que Boa Esporte consiga patrocínio máster melhor

Lúcio Mauro, chegou na tarde desta segunda-feira a Varginha, no Sul de Minas, onde o atleta é aguardado para assinar contrato de dois anos com a equipe


postado em 13/03/2017 16:06 / atualizado em 13/03/2017 22:52

Empresário aguarda a chegada de Bruno em Varginha(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press)
Empresário aguarda a chegada de Bruno em Varginha (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press)

Varginha -
O empresário do goleiro Bruno Fernandes da Dores, de 32 anos, Lúcio Mauro, chegou na tarde desta segunda-feira a Varginha, no Sul de Minas, onde o atleta é aguardado para assinar contrato de dois anos com o Boa Esporte. O defensor minimizou a decisão da holding Góis & Silva de romper o patrocínio com o clube. "O Bruno fica triste, mas tenho certeza que virá um máster melhor do que o que saiu".

A holding, especializada em adquirir empresas falidas e reerguê-las, com atuação em diferentes setores (educação, agronegócio, cigarros etc), encerrou o contrato na manhã desta segunda-feira, em uma reunião em Varginha, devido à pressão popular. A diretoria do Boa não quis comentar o assunto.

A entrevista que o presidente do time concederia à imprensa, às 16h30, foi cancelada. O motivo não foi divulgado, mas a mudança teria sido causada pelo rompimento do patrocínio da Góis. O jogador também falaria com a imprensa, mas a coletiva foi adiada para terça-feira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade