Publicidade

Estado de Minas

Justiça julga novamente pedido de liberdade de Bruno nesta quarta-feira


postado em 13/04/2011 07:15 / atualizado em 13/04/2011 07:32

Desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) voltam a apreciar nesta quarta-feira o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do goleiro Bruno Fernandes de Souza , preso há nove meses, acusado de comandar o sequestro e assassinato da ex-amante Eliza Samudio, em junho de 2010.

Para os defensores do atleta, a tese de libertação estaria amparada no fato de o jogador ter se apresentado espontaneamente à Justiça, além de ter endereço fixo, emprego e bons antecedentes.

Mesmo que obtenha direito de deixar a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, ele seria transferido para o Rio de Janeiro, onde foi condenado a quatro anos e seis meses de reclusão por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal de Eliza.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade