Publicidade

Estado de Minas Benefício

Programa Bolsa do Povo divulga novos benefícios para os cidadãos de SP

Iniciativa do Governo Estadual vai unificar benefícios e atingir milhares de cidadãos paulistas em sua nova rodada


29/04/2021 17:13

(foto: Agência SP/Reprodução)
(foto: Agência SP/Reprodução)
 
 
O governo de São Paulo anunciou nesta semana a criação de um novo auxílio para pessoas em situação de vulnerabilidade social. A proposta de lei do projeto Bolsa do Povo foi enviada em regime de urgência à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).
 
O benefício chega em um momento crucial para a população do estado. Os efeitos da pandemia de Covid-19 ainda são sentidos por todos os cidadãos, e o processo de reabertura dos estabelecimentos comerciais ainda não atingiu todos os setores.
 

Bolsa do Povo: unificação dos benefícios

 
Com o envio do projeto Bolsa do Povo à Assembleia Legislativa, o Governo de São Paulo pretende amenizar os efeitos socioeconômicos da pandemia do novo coronavírus e unificar outros benefícios sociais por meio de um cadastro único.
 
Detalhes importantes do benefício ainda estão sendo definidos, mas já se sabe que o valor pode chegar a R$ 500 por pessoa, com crédito mínimo de R$ 100.
 
A administração de João Dória também pretende elevar os gastos sociais de R$ 600 milhões para R$ 1 bilhão. Para o programa iniciar os pagamentos, o projeto de lei deve ser aprovado no próximo mês, permitindo assim o pleno funcionamento em junho.
 
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 

Quais são os benefícios do programa Bolsa do Povo?

 
A principal função da Bolsa do Povo será a unificação de vários benefícios já pagos pelo governo do Estado de São Paulo e áreas de atuação do departamento de assistência social. São eles:
 
  • Bolsa Trabalho (Emprego);
  • Bolsa Auxílio Via Rápida (Qualificação Profissional);
  • Bolsa Talento Esportivo (Incentivo);
  • Bolsa Aluguel Social (Habitação);
  • Ação Jovem (Educação);
  • Bolsa Renda Cidadã (Assistência Social);
  • Saúde (Contratação de Agentes de Apoio).
 

Como vai funcionar o Bolsa do Povo?

 
Bolsa do Povo será administrado pela Secretaria do Governo, que é comandada pelo vice-governador Rodrigo Garcia. A iniciativa pretende contemplar diversos segmentos e atuar nas seguintes frentes:
 
  • contratação de 20 mil pais e mães de alunos para trabalhar por até quatro horas por dia em escolas públicas, com remuneração de R$ 500 por mês;
  • ampliação do número de beneficiários do Renda Cidadã;
  • aumento do Renda Cidadã de R$ 80 para R$ 100;
  • criação de bolsas de incentivo para atletas;
  • aumento do Ação Jovem, benefício destinado para jovens com famílias com até meio salário mínimo de renda per capita;
  • ampliação do Aluguel Social, um incremento financeiro para a locação de imóveis.
 

Governo de SP também anunciou a criação do Comitê Empresarial Solidário

 
Além da criação do Bolsa do Povo, o Governo anunciou em uma reunião do Comitê Empresarial Solidário, o recebimento de uma doação de mais de 500 mil cestas básicas vinda da iniciativa privada.
 
Com o incremento das cestas, a administração estadual deve entregar mais de 1 milhão de unidades básicas para a população mais vulnerável.
 
“O Governo de São Paulo tem a responsabilidade social de garantir, além da vacina no braço, a comida no prato. Vacinar sim, mas alimentar também”, concluiu o governador João Dória.
Para mais informações sobre programas sociais, acesse: https://pronatec.pro.br
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade