Publicidade

Estado de Minas CARREIRA

Quem é o profissional adequado para o mercado em 2021?

Especialistas alertam que resiliência, excelência técnica e boa rede relacionamento ajudam a entrar, manter-se e até crescer no cenário de instabilidade atual


15/04/2021 14:35 - atualizado 15/04/2021 14:39

A pandemia da COVID-19 passou a demandar profissionais ainda mais múltiplos, alertam especialistas. Um desafio de adaptação para todos (foto: Antonio Gabola/Unsplash)
A pandemia da COVID-19 passou a demandar profissionais ainda mais múltiplos, alertam especialistas. Um desafio de adaptação para todos (foto: Antonio Gabola/Unsplash)


A pandemia da COVID-19 trouxe mudanças significativas na estrutura do mercado de trabalho, assim como na vida das pessoas. Trabalho remoto, isolamento social e alteração na lógica das empresas. Por causa disso, o mundo dos negócios (já em processo de mudança por conta das transformações da inovação no modo de conceber o business 4.0) passou a demandar profissionais ainda mais múltiplos, alertam especialistas.

Um desafio de adaptação para todos: desde os milhares de jovens em busca de formação e até tantos outros já no mercado querendo saber como se adaptar. Mas o que o mercado espera dos profissionais que desejam crescer em suas carreiras em 2021? 

Para Rodrigo Neves, professor de gestão de projetos e scientific e director do curso de mestrado de gestão de projetos da SKema no Brasil, cada etapa exige um tipo de perfil. Porém, de forma geral, a resiliência, o engajamento, a criatividade e flexibilidade são pontos fortes dos candidatos.

O especialista destaca ainda que as grandes oportunidades estão em trabalhos virtuais, em home office, e as seleções valorizam atualmente mais o perfil psicológico e o conhecimento tecnológico que os próprios diplomas. E mais, noções de marketing e fluência em inglês são sempre desejáveis nas vagas mais qualificadas.


Veja as dicas para cada momento da carreira: 


1 - Iniciantes
De modo geral, tudo começa em como se estuda. Nesse sentido, escolher instituições que ofereçam programas híbridos, que motivem também o autoconhecimento para aplicação das competências na carreira, desenvolvimento da inteligência emocional e ainda o uso da inovação em processos, projetos e gestão é fundamental para formar o profissional adequado ao mercado de hoje. 

Dica: encontre um mentor dentro das universidades e/ou empresas. Trilhe seu plano de carreira curto, médio e longo prazos e concentre-se no presente. Experimente todas as possibilidades de praticar seus conhecimentos e comece a construir sua rede de relacionamentos. 

2 - Recém-formados 
Terminou sua graduação ou qualificação agora, concentre-se nas linguagens novas e os processos de ‘experienciação’ de reais problemas. Um bom observador pode ser um bom transformador e a iniciativa de proposição e solução de imprevistos e tão importante quanto as habilidades técnicas. Reforçar sua rede de contatos é também um bom caminho. 

Dica: se puder, concentre-se nas vagas que tem a ver com seu objetivo de carreira. Se estiver sem trabalho, ofereça seus conhecimentos como voluntário para estar sempre praticando dentro de seu planejamento. Precisa trabalhar para sobreviver? Use o trabalha que tiver para crescer e conquistar seus objetivos. Não pare de estudar e atualizar-se.

3 - Profissional pleno – até 15 anos de formado 

Se ainda não está imerso na tecnologia e não fez nenhuma especialização, atenção! Seu conhecimento pode estar defasado. Essa é uma boa hora de olhar para o caminho percorrido, listar acertos e percalços e assim trilhar como atualizar-se também conceitualmente. 

Dica: momento de alerta! Você deve sempre atualizar seus conhecimentos consolidados às novas práticas de mercado. Inove metodologias, abra novas áreas de conhecimento e siga complementando e ajustando seu aprendizado. É hora de renovar seu plano de carreira e atualizar seus mentores e passar a transferir conhecimento para os mais jovens. Ensinar ensina e renova energias. 

4 - Profissional sênior ou em processo de aposentadoria

Nesse caso, duas coisas são muito prováveis: seu conhecimento é um trunfo no mercado. Mas se o processo não estiver adequado e o básico da inovação incorporado, vai ser difícil manter-se em um bom posto. Nesse sentido é preciso ter paciência e humildade para começar do zero em algumas áreas. 

Dica: é preciso bastante calma para entender o que deseja fazer. Aposentar-se pode ser um jeito de retomar caminhos perdidos ao longo da vida ou partir do zero para novos projetos. O mais importante é não deixar que todo o conhecimento conquistado fique estático porque o mercado exige movimento e estar aberto às mudanças é o melhor jeito de renovar-se. Não deixe seu plano de carreira de lado. O que decidir, projete e encontre formas de executar. 
 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade