Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Banco de dados conecta profissionais a empresas em meio à pandemia

Ação da Abstartups visa amenizar os prejuízos causados pelo coronavírus e recolocar profissionais no mercado de trabalho


postado em 23/04/2020 10:34 / atualizado em 23/04/2020 10:56

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Como forma de amenizar os efeitos da crise e fomentar o setor de startups em meio à pandemia de coronavírus, a Abstartups (Associação Brasileira de Sturtups) lançou um banco de dados digital que conecta profissionais que buscam se recolocar no mercado de trabalho a empresas no mercado tecnológico.

O Abstartups Jobs é uma plataforma gratuita e a inscrição pode ser feita por qualquer empresa ou pessoa pelo site ou aplicativo da associação, no link http://absjobs.netlify.app/.

A iniciativa da entidade sem fins lucrativos já tem mais de 12 mil startups cadastradas em seu banco de dados e promove nacional e internacionalmente o setor. 

Segundo o diretor executivo da Abstartups, José Muritiba, a ação é uma resposta de enfrentamento à crise: “Trata-se de mais um pilar de atuação diante do atual cenário de pandemia que vivemos para que possamos superar e sair ainda mais unidos”. 

Apesar das incertezas da crise, algumas empresas estão tendo os rendimentos aumentados no contexto da pandemia. Pedro Israel, cofundador da startup Melhor Plano, que atua comparando planos de telefonia, comenta que como as pessoas passam mais tempo consumindo internet e celular neste momento de isolamento social, os setores ligados à tecnologia estão apresentando crescimento. 

Segundo Pedro Israel, a criação do banco de talentos é uma excelente oportunidade para contratação de funcionários, pois o grande fluxo de pessoas demitidas não está associado ao desempenho, e sim a corte de gastos. Então, as empresas que conseguirem contratar no período de crise, estarão contratando profissionais mais qualificados

A notícia agrada os profissionais. Gabriela dos Anjos, estagiária pela segunda vez em uma startup, comentou que a tecnologia sempre foi uma forte aliada das empresas desse ramo. A estudante de jornalismo comemorou: “Neste momento de isolamento social, as empresas não poderão marcar entrevistas para novas contratações. As empresas ficam desfalcadas e os profissionais também. A criação desse banco de dados abre a possibilidade de novas contratações acontecerem sem precisar do encontro físico”. 

A longo prazo, passada a crise econômica e o mundo fortemente adaptado às tecnologias, o período pós-coronavírus pode ser favorável às startups, que desde que surgiram, têm se mostrado cada vez mais digitais em relação às convencionais.
 
* Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade