Publicidade

Estado de Minas OPORTUNIDADE

Rede social dá match entre desempregados e empresas

Empregos provisórios são chance de profissional voltar ao mercado de trabalho. Startup une inteligência artificial e people analytics para recolocação


postado em 10/01/2020 11:00 / atualizado em 10/01/2020 11:00

A Goowit desenvolveu rede social que une desempregados e empresas utilizando tecnologias avançadas(foto: Gordon Johnson/Pixabay )
A Goowit desenvolveu rede social que une desempregados e empresas utilizando tecnologias avançadas (foto: Gordon Johnson/Pixabay )


A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) avalia que a oferta de vagas temporárias para o final de 2019 foi a maior em seis anos. Segundo a entidade, foram contratados 91 mil trabalhadores temporários no fim de ano. O número é 4% maior do que o registrado em 2018 (87,5 mil). O Natal é a principal data comemorativa do varejo e movimenta R$ 35,9 bilhões em 2019.

Dessa forma, São Paulo (22,6 mil), Minas Gerais (10 mil), Rio de Janeiro (9,4 mil) e Rio Grande do Sul (7,6 mil) concentram mais da metade (54%) da oferta de vagas.

Para atender à demanda do mercado de trabalho, a startup Goowit, rede social que une desempregados e empresas utilizando tecnologias avançadas, como people analytics e inteligência artificial, chega ao mercado para fazer o match entre empresas e desempregados.

Ao todo, foram investidos R$ 1,4 milhão no desenvolvimento de tecnologias e parcerias (como LinkedIn e Udemy) para compor a rede social, e a expectativa é que o Goowit se torne um unicórnio (empresa que atinge R$ 1 bilhão em faturamento) até 2022. O acesso será gratuito para os usuários, enquanto as empresas deverão pagar mensalidades após algum período para utilizar as ferramentas.

Segundo Deibson Silva, CEO da Goowit, pesquisador e neuropsicólogo, a plataforma atua com a missão de facilitar o match ideal entre instituições e profissionais, além de mapear o perfil comportamental de cada candidato por meio de uma inteligência artificial, batizada de Sherppy, voltada especificamente ao people analytics.

Deibson Silva, CEO da Goowit, diz que rede otimiza tempo de contratação, maior assertividade e retenção de talentos(foto: Goowit/Divulgação)
Deibson Silva, CEO da Goowit, diz que rede otimiza tempo de contratação, maior assertividade e retenção de talentos (foto: Goowit/Divulgação)
No entanto, não é só isso. Segundo informou o Deibson, a plataforma tem uma série de diferenciais que ultrapassam as habilidades de outras redes sociais de mercado e educação. "Os desenvolvedores oferecem, por exemplo, otimização no tempo de contratação, maior assertividade na seleção, retenção de talentos, redução do turnover, match entre perfil do candidato e o desenho da pessoa ideal para a função", comenta o empresário ao enfatizar que na rede social é possível encontrar também uma gestão completa e eficaz do setor de RH com gerenciamento de recrutamento e seleção, visibilidade no mercado, roteiro de processo seletivo e mapeamento de cargos.

Para potencializar o uso da rede e atrair recrutadores e talentos, a startup oferecerá meses de experimentação grátis de todos os recursos da rede para as empresas e headhunters.

Para guiar a trilha de aprendizagem foi criado o Sherppy, uma solução em inteligência artificial que atua como mentor vocacional, ajudando os usuários no desenvolvimento de soft e hard Skills (habilidades comportamentais e técnicas, respectivamente).

A rede de contatos é gratuita e já conta com 23 mil usuários. A plataforma pode ser acessada no endereço: https://goowit.com.

Veja como usuários e empresas podem desenvolver as suas carreiras e negócios com o Goowit:   


Para usuários:

– Mapeamento de soft skills
– Mentoria de carreira por meio de inteligência artificial
– Trilha de aprendizagem baseada no desenvolvimento de competências
– conexões estratégicas com profissionais e empresas de diferentes áreas
– Vagas segmentadas de acordo com o perfil do usuário

Para empresas: 

– Recrutamento com o auxílio de uma inteligência artificial para o match entre hard e soft skills
– Gestão completa do processo seletivo
– Otimização no tempo e custo de contratação
– Módulos de educação corporativa e cultura organizacional.



Publicidade