UAI
Publicidade

Estado de Minas COMBUSTÍVEIS

Petrobras terá lucro de 3.237% no terceiro trimestre, diz estudo

Salto deverá ser de R$ 42,6 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Dividendos pagos a acionistas devem chegar a R$ 27,6 bilhões


04/05/2022 17:10

Usina da Petrobras
Lucro recorde da estatal no trimestre, caso confirmado, representa quase 40% do lucro de R$ 106,6 bilhões registrado em todo o ano passado (foto: Petrobras/Divulgação)

O lucro líquido da Petrobras deverá ser de R$ 42,6 bilhões no primeiro trimestre deste ano, representando um salto de 3.237% na comparação com o mesmo período de 2021 (R$ 1,3 bilhão), de acordo com estudo do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), divulgado nesta quarta-feira (4/5), véspera do anúncio oficial do balanço da empresa.
 
O lucro recorde do trimestre, caso confirmado, representa quase 40% do lucro de R$ 106,6 bilhões registrado em todo o ano passado. Com isso, os dividendos pagos aos acionistas da estatal devem chegar a R$ 27,6 bilhões, alta de 48% em relação ao primeiro trimestre de 2021. 

Para os especialistas, a elevação dos preços dos combustíveis no mercado interno é o principal fator sob o forte resultado da estatal. 

“A receita de vendas estimada, pelo Ineep, para o primeiro trimestre de 2022 foi de R$ 150,5 bilhões e deve ser significativamente maior, tanto em comparação com o quarto trimestre de 2021 (crescimento de 15%) quanto na relação com o primeiro trimestre do mesmo ano (expansão de 75%). Esse possível resultado positivo deverá ser puxado, principalmente, pelo volume de vendas para o mercado interno (valor estimado em R$ 110,8 bilhões).”

O preço médio do barril de derivados saiu de R$ 347, no primeiro trimestre de 2021, para R$ 545 neste ano, alta de 57%. Já o volume de combustíveis vendidos no Brasil aumentou apenas 2%. 

"Esse lucro estimado da Petrobras proporcionará um Fluxo de Caixa Operacional ainda maior neste trimestre, cerca de R$ 54,7 bilhões. De forma indireta, o fluxo de caixa é calculado somando ou subtraindo itens (ajustes) do lucro líquido que afetam o fluxo de caixa operacional. Com essa geração de recursos, estimou-se um fluxo de caixa livre da Petrobras no 1T22 da ordem de R$ 46 bilhões, crescimento de 48,1% em relação ao mesmo período do ano passado", estimam os pesquisadores do Ineep.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade