UAI
Publicidade

Estado de Minas EXPANSÃO

Fábrica investe R$ 100 milhões e deve gerar 400 empregos em Itajubá

Com 75 anos, Grupo Raymundo da Fonte tem capacidade para produzir até 500 mil caixas de água sanitária por mês e já emprega 114 funcionários


04/12/2021 22:36 - atualizado 04/12/2021 22:43

Empresa tem 14 mil m2 construídos
Empresa tem 14 mil m2 construídos e foi projetada pensando em expansão (foto: Aurélio Alves/divulgação)
Uma empresa em Itajubá, no Sul de Minas, investiu R$ 100 milhões e deve gerar 400 empregos diretos e indiretos até o fim de 2022. O Grupo Raymundo da Fonte já emprega 114 funcionários. A empresa realizou neste sábado (4/12) a solenidade de inauguração oficial da unidade mineira.
 
De acordo com a assessoria de imprensa do grupo Raymundo da Fonte, a fábrica já está em funcionamento na cidade e tem capacidade de produzir até 500 mil caixas de água sanitária por mês. “Isso representa cerca de 20% de toda a produção de água sanitária do grupo”, afirma.
 
Homem trabalhando na fábrica
Unidade tem capacidade para produzir até 500 mil caixas de água sanitária por mês (foto: Aurélio Alves/divulgação)
 
Itajubá tem a indústria como uma das principais atividades econômicas, que soma 32% da riqueza gerada no município, como mostra o IBGE. A unidade recebeu o total de R$ 100 milhões e escolheu a cidade para investir. A fábrica vem movimentando a economia de todo o Sul de Minas, uma das regiões que mais cresce no estado.
 
“Itajubá foi a cidade mineira pensada para nossa expansão por vários motivos, entre eles a localização estratégica, fazendo conexão entre o Nordeste e o Sudeste do país e possibilitando o crescimento da nossa malha logística no país”, explica o diretor superintendente da Raymundo da Fonte, Hisbello de Andrade Lima Neto.
 
A unidade tem 14 mil m2 construídos e foi projetada prevendo uma expansão futura. Na cidade sul mineira, já gerou 114 empregos diretos na primeira etapa de implantação. A meta, segundo a empresa, é ultrapassar 400 postos diretos e indiretos até o fim de 2022.
 
“Cerca de 90% dos trabalhadores são residentes de Itajubá ou municípios da região. De forma indireta, a fábrica deve impactar ainda a cadeia produtiva de fornecedores locais, mão de obra técnica e pequenas empresas no entorno do município. Todos os funcionários passaram pela integração à cultura da empresa e capacitação técnica para adequação aos padrões de qualidade industrial da companhia”, diz assessoria.
 
Solenidade de inauguração
Empresa escolheu Itajubá para investir R$ 100 milhões (foto: Aurélio Alves/divulgação)
 
Segundo a assessoria de imprensa, a indústria foi certificada pelo Great Place To Work (GPTW) como um excelente lugar para trabalhar e tem ainda um portfólio variado de produtos, composto por marcas líderes do mercado. “Ao todo, são mais de 330 itens de limpeza, higiene pessoal, condimentos e inseticidas, que desde 1946 fazem parte da família brasileira. Todos eles são comercializados pelo centro de distribuição, associado a fábrica.”
 
O grupo explica que montou um sistema logístico para garantir a agilidade e qualidade na distribuição e abastecimento dos produtos. “Isso faz com que a entrega seja mais rápida e o abastecimento mais eficiente nas gôndolas dos mercados de Minas Gerais e São Paulo”, completa o diretor superintendente.
 
O evento de inauguração aconteceu neste sábado (4/12) e teve a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo de Minas Gerais, Fernando Passalio, do prefeito de Itajubá, Christian Gonçalves, dos diretores do grupo pernambucano, além de outras autoridades locais.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade