UAI
Publicidade

Estado de Minas ALTERNATIVA

Gasmig vai congelar a tarifa do GNV a partir de 1° de novembro

Com a medida, a empresa espera ampliar a frota de veículos que utilizam o gás natural no estado. Economia para quem abastece pode chegar a 50%


20/10/2021 19:13 - atualizado 20/10/2021 19:13

Carro sendo abastecido
O gás natural pode ser uma alternativa para os altos preços da gasolina e do etanol (foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
A Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) decidiu congelar a tarifa sem impostos do Gás Natural Veicular (GNV) por 90 dias, a partir de 1° de novembro. A iniciativa tem como objetivo beneficiar os consumidores do produto, como proprietários de veículos e pessoas que consomem o gás residencial.

 

Os demais segmentos atendidos pela companhia sofrerão pequenos reajustes a partir de novembro. O segmento Industrial terá um aumento médio de 2,45%, já no de Cogeração a variação é de 3,52%. 


Para o presidente da Gasmig, a medida pode também estimular proprietários de veículos que estão enfrentando consecutivos aumentos dos combustíveis a utilizarem o gás como uma opção mais econômica e sem risco de desabastecimento.

Segundo ele, atualmente, cerca de 600 carros estão sendo convertidos para o GNV e, até dezembro, a meta é atingir mil carros por mês. “A medida está valendo desde 1° de fevereiro deste ano, assim conseguimos manter o preço congelado por um ano".

Magalhães acredita que todo esse período de congelamento na tarifa não vai afetar a empresa. “Vamos vender mais volume e podemos diminuir o preço. Está dando certo, estamos vendo aumento nas vendas. Só esse ano, conseguimos aumentar o consumo de GNV em 50% em Minas Gerais. Quando assumi a Gasmig, o consumo de gás era de apenas 2%, hoje já está em 4%”.

De acordo com dados de agosto deste ano, do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), circulam na Grande BH cerca de 30 mil veículos com o GNV, sendo 14.205 na capital. Além disso, a cidade tem 22 postos que disponibilizam o produto e, até o final de 2022 serão ligados mais 3, de acordo com a empresa. 

A Gasmig também está investindo na criação de postos especializados para abastecimento com GNV em outras cidades do estado, como João Monlevade, Muriaé e Manhuaçu.

O presidente da entidade acredita que o aumento do interesse pelo GNV aponta também para uma mudança de comportamento dos motoristas que procuram uma opção por um combustível que não afete o seu orçamento e que tenha um preço mais atrativo. 

Para ele, o impacto do congelamento poderá ser medido diretamente pelos consumidores. Em recente pesquisa realizada pela empresa, o preço médio do metro cúbico do GNV em Belo Horizonte e Contagem é de R$ 4,29 - abaixo da média do etanol (R$ 4,88) e da gasolina (R$ 6,49).

Assim, o principal diferencial do GNV em relação aos seus concorrentes, etanol e gasolina – seria a economia, que já ultrapassa os 50% e com tendência de ampliação, tendo em vista que os reajustes nos preços dos combustíveis concorrentes têm ocorrido com frequência. Já o gás natural tem reajustes trimestrais e o próximo está previsto somente para 1° de fevereiro de 2022. Magalhães, porém, não descarta continuar com o congelamento da tarifa. 

Benefícios para conversão de automóveis para GNV

Segundo o presidente da Gasmig, a conversão dos veículos para o GNV pode beneficiar também motoristas que utilizam seus automóveis para o trabalho, como taxistas, motoristas de aplicativos de passageiros e entregas, motoristas agregados em transportadoras, além de empresas frotistas, locadoras de veículos e autoescolas.  

Para essas categorias citadas, a empresa oferece um bônus de R$ 2.000,00 por veículo convertido e/ou adquirido com a predisposição para o GNV. Além disso, o Governo de Minas Gerais concede isenção de IPVA, no ano da compra do veículo e do ano seguinte, para os veículos zero quilômetro com o kit GNV instalado de fábrica e/ou predisposição para GNV, fabricados no estado.

Além da economia no preço, o gás natural também é menos poluente, pois apresenta uma redução média de 20% nas emissões de CO2, quando comparado ao diesel e à gasolina.

Outra vantagem do GNV frente aos seus concorrentes (etanol, gasolina e diesel), é que ele não pode ser adulterado, nem furtado. O seu fornecimento é contínuo, com qualidade garantida pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP.
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Eduardo Oliveira 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade