Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

BCE amplia PEPP a 1,35 trilhão de euros, mas mantém juros inalterados


postado em 04/06/2020 09:14

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou que decidiu ampliar o volume de seu Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) em 600 bilhões de euros, a 1,35 trilhão de euros, após concluir reunião de política monetária nesta quinta-feira.

Em comunicado, o BCE disse que decidiu ampliar o período de vigência do PEPP até pelo menos junho de 2021 e que as compras do programa serão conduzidas de maneira flexível. A instituição ressaltou, porém, que as compras do PEPP continuarão até que a crise gerada pela pandemia do coronavírus seja superada.

Também na reunião, o BCE decidiu manter inalteradas suas principais taxas de juros, a de refinanciamento e a de depósitos, em 0% e -0,50%, respectivamente.

O BCE deixou inalterado ainda o tamanho do Programa de Compras de Ativos (APP, na sigla em inglês), em 120 bilhões de euros, a um ritmo mensal de 20 bilhões de euros. Segundo a instituição, as compras do APP serão realizadas "pelo tempo que for necessário".

O BCE reiterou também que os juros básicos vão continuar nos níveis atuais ou menores "até que a perspectiva de inflação convirja de forma robusta" para sua meta, que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%, e a disposição de ajustar todos os seus instrumentos de política monetária, conforme for apropriado.

A presidente do BCE, Christine Lagarde, comenta a decisão de hoje durante coletiva de imprensa, a partir das 9h30 (de Brasília).

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade