Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Busca por presentes às vésperas do Natal lota comércio no Centro de BH

Centros comerciais como Feira Hippie, Shopping Oiapoque ficaram tomados por clientes e visitantes


postado em 22/12/2019 13:56 / atualizado em 22/12/2019 14:16

'Aumento é de 50%, 60%', comentou um comerciante sobre o movimento na Feira Hippie(foto: Leandro Couri/EM/D. A. Press)
'Aumento é de 50%, 60%', comentou um comerciante sobre o movimento na Feira Hippie (foto: Leandro Couri/EM/D. A. Press)
O comércio popular de Belo Horizonte sentiu o ímpeto dos consumidores às vésperas de Natal e Réveillon, datas tradicionalmente conhecidas pelo impacto positivo na economia. A compra de presentes, de itens para ceias natalinas e confraternizações de fim de ano movimentam o mercado brasileiro. E neste ano, há um acréscimo na investida dos compradores também nos centros comerciais mais baratos.

É o que disse Márcio Antônio Silva, ao Estado de Minas, neste domingo. O comerciante é dono de uma barraca de calçados na Feira de Artes, Artesanato e Produtores de Variedades de BH, a popular Feira Hippie, instalada aos domingos na Avenida Afonso Pena, na Região Central da capital mineira. Para ele, há mais clientes neste ano do que em 2018.

“Está bom. Pelo que vejo aí, no geral, o pessoal está mais sorridente. Está melhor que no ano passado, melhorou bastante, vamos por uns 50%, 60%. Deu um up legal, isso é ótimo para a gente que está aqui todo domingo”, relatou o comerciante, que está na feira há 30 anos.

Paulo Henrique Rodrigues de Almeida, que vende pulseiras na feirinha, viu de outra maneira. "De um ano para outro, acho difícil comparar. Em relação à venda, ainda não acho que está melhor do que ano passado, já o movimento sim".

Ciente do movimento intenso nesta época do ano, a Prefeitura de Belo Horizonte ampliou os horários para as compras de Natal. Nos dias , 8, 15 e 22 de dezembro, as vendas acontecem até as 15 horas. O horário convencional de funcionamento é das 8h às 14h. De acordo com a gestora municipal, cerca de 60 mil pessoas frequentam as barracas da Feira Hippie a cada domingo. Com as festas de fim de ano, o movimento aumenta de 30% a 35%.

Shopping Oiapoque também foi tomado por clientes em busca de presentes de Natal(foto: Leandro Couri/EM/D. A. Press)
Shopping Oiapoque também foi tomado por clientes em busca de presentes de Natal (foto: Leandro Couri/EM/D. A. Press)
Outro ponto tradicional do comércio popular belo-horizontino, o Shopping Oiapoque, também no Centro, esteve bem movimentado neste domingo. O proprietário do shopping, Mário Valadares, comentou à reportagem como o centro comercial se planejou para a época mais aguardada do comércio. Segundo ele, uma série de ações fizeram com que o movimento seja maior, mesmo que ainda não seja possível afirmar com certeza.

“O movimento está muito bom, todos os boxes estão cheios. Mas ainda não podemos falar de número de cliente, temos de fluxo, perspectiva. Dá uma média de 40 a 60 mil pessoas por dia no shopping, maior que 2018. Nos últimos anos, fizemos algumas melhorias, como estacionamento, climatização, e até um aplicativo que foi lançado este ano já pensando essa data das compras. É tipo um Waze para dentro do shopping. Além disso, temos 20 ‘posso ajudar’ a todo instante que ajudam os clientes nesse período. Está sendo um bom momento”, disse.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade