Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Senador Eduardo Braga diz que agora espera corte no cartão de crédito


postado em 28/11/2019 07:02

Antes do anúncio oficial do teto dos juros do cheque especial, o líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM), "furou" a coletiva do Banco Central e anunciou no plenário que tinha sido informado de que o presidente do BC, Roberto Campos Neto, faria mudanças no produto.

"O BC está emitindo uma nota ao mercado reformulando os critérios e isentando de taxas aqueles que são os mais afetados por essa ação", afirmou Eduardo Braga. De acordo com ele, a informação de Campos Neto foi dada pelo líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Braga também disse que os senadores estão aguardando outro anúncio, em janeiro do ano que vem, sobre uma "mudança radical" nas taxas de juros do rotativo do cartão de crédito.


Publicidade