Publicidade

Estado de Minas

Nike planeja cortar vagas


postado em 29/10/2019 04:00


A perspectiva de maior restrição ao comércio internacional estaria motivando a Nike, maior fabricante de calçados esportivos do mundo, a cortar ou até a fechar a fábrica em Eldorado, província de Misiones, no Nordeste do país, segundo reportagem da agência Reuters. A decisão representaria uma tragédia econômica em uma das regiões mais pobres da Argentina. A Nike não confirma as medidas que serão tomadas, mas disse em comunicado que “continua a avaliar a estratégia de fornecimento com base nas necessidades sazonais e no mercado local”.

Representantes do Dass Group, empresa brasileira que administra a fábrica, e o sindicato dos trabalhadores em calçados, o Uticra, culparam o cenário de cortes de empregos em uma queda acentuada de 70% nos pedidos de calçados da Nike, que responde por quase todo o trabalho da fábrica. “A produção caiu devido ao que está acontecendo no país, uma queda drástica no consumo. É uma realidade que está afetando a todos nós”, disse Dario Vera, diretor do sindicato dos trabalhadores em calçados (Utica).

O clima ruim em Misiones reflete o ambiente geral em setores importantes na Argentina, que foram atingidos por uma queda de 14,6% nas vendas no varejo nos primeiros sete meses de 2019, segundo dados do governo. Em todo o país, os setores têxtil e de calçados empregam 107 mil pessoas, mostram os últimos dados do Ministério do Trabalho, queda de 13% no ano passado.

O segmento de calçados caiu 23%.Havia mais de 1,4 milhão de desempregados na Argentina no segundo trimestre do ano, um aumento de 200 mil pessoas em relação ao mesmo período de 2018. “Com alta pressão tributária sobre o setor, mais recessão e uma taxa de juros muito alta, o país é condenado a produzir menos”, disse à Reuters Jose Depena, diretor do departamento financeiro da Universidade da Cema, em Buenos Aires.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade