Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Doria: nenhum governador se manifestou contra inclusão de Estados e municípios


postado em 11/06/2019 12:14

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta terça-feira, 11, que a manutenção de Estados e municípios na reforma da Previdência é um ponto de união entre os governadores que se reuniram nesta data em Brasília. Segundo ele, o PSDB deve fechar questão pela aprovação da reforma.

"Terminamos a reunião melhor do que começamos. Foi produtiva", afirmou Doria, após encontro do Fórum dos Governadores, na capital federal. "O relator também se mostrou sensível aos pontos apresentados pelos governadores, como a exclusão das alterações nas regras do Benefício de Prestação Continuada (BPC), das mudanças para aposentadorias rurais, da capitalização e da desconstitucionalização de parâmetros da Previdência", acrescentou.

Além de 25 governadores, participaram do encontro o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o relator da proposta de reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP) e o presidente da comissão especial da reforma, Marcelo Ramos (PL-AM).

Segundo Doria, os governadores também levantaram pontos sobre as polícias militares e o magistério, incluindo o debate sobre a idade de aposentadoria das professoras. "O relator afirmou que é possível analisar estes pontos", afirmou.

Segundo o governador, a partir dessas mudanças, os chefes de governo estaduais buscarão votos pela aprovação a reforma.

"Queremos transmitir a positividade dessa reunião em votos, não adianta ser favorável se não conseguir transformar isso em votos. Hoje o PSDB vai se reunir com o objetivo de fechar questão pela aprovação da reforma da Previdência. É a primeira vez em 30 anos que o PSDB propõe fechar questão em torno de uma proposta", completou Doria.


Publicidade