Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Guedes: 'Estamos possivelmente a três, quatro semanas de acordo UE-Mercosul'


postado em 04/06/2019 15:35

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira, 4, que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia possivelmente será fechado logo. "Estamos possivelmente a três, quatro semanas do acordo", diz.

"Conversamos muito mais vezes com Argentina e com os europeus do que com norte-americanos. O Mercosul não funcionou para nenhum dos integrantes, todo mundo ficou para trás. E agora estamos conseguindo progredir nessa dimensão", afirmou, na Comissão de Finanças de Tributação (CFT) da Câmara. "Tivemos uma postura dura. Ou fechamos ou vamos parar de conversar. Quem conversa 20 anos e não resolve é porque não quer fechar acordo", completou.

Guedes disse que o Brasil é uma nação aberta que vai negociar com todos. "Não vamos brigar com os americanos ou com os chineses. Vamos negociar com quem quiser negociar", acrescentou.


Facilidade de negócios

O ministro da Economia disse que o governo irá lançar diversos programas de qualificação de mão-de-obra e aumento da eficiência.

"Em quatro anos queremos sair do 109º lugar para ficarmos entre os 50 primeiros no ranking de facilidade de negócios", afirmou.

Guedes repetiu que a abertura da economia brasileira será gradual, ao longo dos próximos anos.


Bancos públicos

Guedes disse que o governo pretende "despedalar" os bancos públicos. Segundo ele, o crédito para pequenos e médios tomadores não será atingido.

"Vamos cortar os recursos para os grandes, sem atingir os pequenininhos. O BNDES vai deixar de emprestar para o Joesley Batista", afirmou.


Publicidade