Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

BCE deve comprar menos dívida de Itália e Espanha a partir de 1º de janeiro


postado em 03/12/2018 20:41

O Banco Central Europeu (BCE) deve comprar menos dívida dos governos italiano e espanhol a partir de janeiro, após mudar sua ponderação interna das economias da zona do euro. A mudança poderia elevar a pressão sobre os bônus do governo italiano, cujos preços têm recuado nos últimos meses em meio ao confronto entre Roma e a União Europeia sobre o déficit orçamentário italiano.

Nesta segunda-feira, o BCE informou que havia ajustado sua chave de capital, que determina o porcentual para cada banco central nacional baseando-se na população e no tamanho da economia. A fatia da Alemanha crescerá de 18% para 18,4%, enquanto a da Itália recuará de 12,3% para 11,8% e a da Espanha passará de 8,8% a 8,3%, a partir de 1º de janeiro.

As mudanças devem afetar o quanto o BCE compra bônus, em seu programa de 2,6 trilhões de euros (US$ 2,94 trilhões) de compra de bônus, conhecido como relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês). O programa do BCE deve ser reduzido gradualmente a partir de janeiro, mas o banco central continuará a reinvestir os retornos de seu grande estoque de bônus por vencer durante algum tempo, possivelmente anos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade