Publicidade

Estado de Minas

Black Friday turbina programas de fidelidade

Além dos eletrodomésticos, os produtos mais procurados foram televisores e smartphones


postado em 03/12/2018 08:06 / atualizado em 03/12/2018 10:16


Além de movimentar o comércio, a Black Friday estimulou a procura dos brasileiros por resgates de prêmios de programas de fidelidade. Dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf) mostram que o varejo on-line cresceu 25% entre 23 a 25 de novembro. Segundo a LTM, uma das líderes brasileiras na gestão desses programas, o período de ofertas foi responsável por R$ 9,5 milhões em vendas por meio do catálogo virtual, a WebPrêmios. A empresa cresceu 72% em relação aos negócios realizados na Black Friday do ano passado. Entre os itens campeões de resgate se destacaram os eletrodomésticos. Já os produtos mais procurados nas buscas, além dos eletrodomésticos, foram os aparelhos eletrônicos, como televisores e smartphones. A LTM, que superou em 123% a meta esperada para o dia, tem boas perspectivas para o final do ano, que deverá proporcionar novos recordes. Pelo menos essa é a aposta de Emerson Moreira, presidente da LTM.

Renegociação de dívidas no BNDES


Uma boa notícia para os empresários do campo: o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reabriu a linha de renegociação de dívidas de financiamentos dos programas agropecuários do governo federal. As renegociações estavam suspensas desde o início de 2018, em função da substituição da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) pela Taxa de Longo Prazo (TLP). Com a decisão, os produtores poderão renegociar operações rurais contratadas até 31 de dezembro de 2017.

 

"A sociedade tem que se manter vigilante, cobrar, acompanhar de perto os políticos. Um país em que a sociedade está distante da política não prospera”
Eduardo Mufarej, idealizador do RenovaBR, associação que se propõe a preparar pessoas para entrar na política

 

53% dos jovens entre 18 e 24 anos estão interessados em experimentar novos sabores de cervejas, segundo estudo da Mintel, empresa especializada em pesquisa de mercado. O resultado explica por que as cervejas artesanais estão ganhando espaço – e por que as grandes marcas se sentem cada vez mais ameaçadas.

 

Smiles voa para a educação
Passado o susto com o anúncio de que a companhia aérea Gol vai deixar o programa de milhagens que ela mesma criou, a Smiles pretende se dedicar agora ao mercado de ensino. Nesta segunda-feira, a empresa oficializa o lançamento da Plataforma Educacional Smiles, chamada por ela de “a primeira arena educativa sobre o mercado de fidelização do mundo”. O projeto está sendo capitaneado pela executiva Loraine Rícino, diretora de marketing, e pelo presidente Leonel Andrade.

 

RAPIDINHAS

 

Como forma de divulgar sua marca no mercado brasileiro, a empresa aérea alemã Lufthansa realizou ontem, em parceria com a GRU Airport, a primeira corrida de rua na área do Aeroporto Internacional de São Paulo. Entre pousos e decolagens, os 1,5 mil participantes percorreram 5 quilômetros em terreno ao lado do pátio de aeronaves.

Além da experiência de correr em um cenário incomum, os três primeiros colocados, tanto da categoria masculina quanto da feminina, receberam uma passagem de ida e volta para a Alemanha. Os vencedores viajarão na classe executiva. As corridas de rua se tornaram um fenômeno no país e têm atraído cada vez mais empresas dispostas a associar suas marcas aos eventos.

Uma das maiores empresas globais de bens de consumo, a Johnson & Johnson vai lançar uma iniciativa inédita no Brasil: o Centro de Experiência do Consumidor (CXC). A novidade será aberta em São José dos Campos, no interior paulista, e deverá ficar marcada como a primeiro desse tipo na América Latina

Com 600 metros quadrados, o espaço contará com equipamentos de última geração, salas de grupos para pesquisas qualitativas e laboratórios preparados para testes clínicos. A expectativa é que, no primeiro ano, 2 mil pessoas participem das atividades no CXC.

 

Boticário investe em novo conceito

A curitibana O Boticário, vice-líder no mercado de cosméticos e perfumaria no país, vai investir em um novo conceito de loja. O projeto é inspirado em uma botica, como aquela que deu origem à marca há 40 anos na Rua Saldanha Marinho, no Centro de Curitiba. A primeira unidade com a nova configuração será aberta em Santo André (SP), na próxima quinta-feira. “Além de um ponto de contato com o consumidor, queremos que as lojas revelem a alma do Boticário”, diz o vice-presidente, André Farber.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade