Publicidade

Estado de Minas

Restrições ao comércio podem prejudicar a economia mundial, aponta OMC


postado em 25/07/2018 23:48

Genebra, 25 - O secretário-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, pediu nesta quarta-feira que os países se manifestem a favor do livre-comércio e alertou sobre diversas consequências negativas de uma possível guerra comercial após as tarifas do governo de Donald Trump impostas aos principais parceiros comerciais dos Estados Unidos.

Azevêdo, que se recusou a citar nomes de países, mas afirmou que "essa dinâmica restritiva ao comércio poderia prejudicar a economia mundial se perdurar". A repórteres em Genebra, o secretário-geral da OMC comentou que está convocando todos para a crença de que "o comércio é uma força do bem". O silêncio, disse ele, "é tão prejudicial quanto qualquer ação que leve a uma guerra comercial".

Azevêdo também alertou sobre o "pior cenário" de um mundo sem regras de comércio, dizendo que "a lei da selva teria consequências devastadoras para o crescimento e o emprego". Para ele, os investidores irão recuar, a economia irá perder força e os empregos serão perdidos. "Milhões de empregos serão perdidos", apontou. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade