Publicidade

Estado de Minas

Organização empresarial britânica demonstra impaciência com "Brexit"


postado em 03/07/2018 11:30

Londres, 03 - Uma grande organização empresarial britânica alertou nesta terça-feira que as empresas precisam de uma resposta sobre como será a relação do Reino Unido com a União Europeia depois do chamado "Brexit", como é conhecido o processo para a retirada do país do bloco, num momento em que a primeira-ministra Theresa May tenta unir seu governo em torno de uma visão comum para o comércio futuro com a UE.

A Câmara Britânica de Comércio alega que, dois anos depois que os eleitores do Reino Unido optaram pela saída da UE, o setor empresarial ainda não sabe quais serão as novas condições numa série de áreas, incluindo tarifas, impostos, alfândega e aviação.

Segundo o diretor-geral da entidade, Adam Marshall, a paciência das empresas está atingindo um "ponto de ruptura".

Essa situação está causando uma "significativa desaceleração" nos investimentos de empresas do Reino Unido, com várias delas preparando planos de contingência para transferir seus negócios para outras partes, diz Marshall.

Grandes empresas, incluindo a fabricante de aviões Airbus - que emprega 14 mil pessoas no Reino Unido -, alertaram que deixarão o país se não houver um acordo sobre a futura relação dos britânicos com a UE. A previsão é que o Reino Unido deixe o bloco em março do ano que vem. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade