Publicidade

Estado de Minas

PBoC eleva cota de reempréstimo para apoiar pequenas empresas da China


postado em 25/06/2018 10:42

Pequim, 25 - O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) afirmou nesta segunda-feira que elevará a cota para reempréstimo em 150 bilhões de yuans (US$ 23 bilhões), como parte de um esforço para direcionar mais crédito bancário a pequenas empresas.

Em nota conjunta emitida com quatro outros reguladores, o PBoC disse que pretende reduzir também a taxa de reempréstimo em 0,5 ponto porcentual, justamente para encorajar os bancos a emprestar às companhias menores. A medida é divulgada um dia após Pequim anunciar um corte no compulsório bancário, como parte de uma estratégia para impulsionar os empréstimos às pequenas empresas, que há tempos possuem acesso limitado ao crédito bancário.

No âmbito do programa de reempréstimo, os bancos chineses podem usar ativos de crédito de alta qualidade como colateral para emprestar do banco central. O programa teve testes nas províncias de Cantão e Shandong em 2014, posteriormente foi expandido para 11 províncias e cidades em 2011, para apoiar não só as pequenas empresas, mas também o setor agropecuário e o alívio à pobreza. Segundo os dados mais recentes disponíveis, o PBoC estendeu um total de 4,973 bilhões de yuans em crédito para bancos por meio do programa de reempréstimo a partir do fim de 2015.

O PBoC também pretende elevar a garantia estatal para empréstimos de pequenas empresas e pediu que os bancos parem de cobrar taxas ao conceder empréstimos para essas companhias menores. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade