Publicidade

Estado de Minas

Orçamento proposto por Trump reduzirá gastos e gerará crescimento, diz Mnuchin

Segundo ele o orçamento proposto deve ser visto como política para impulsionar a economia, gerar empregos e cortar regulações desnecessárias. Democrata contesta proposta e a chama de ficção


postado em 14/02/2018 14:18 / atualizado em 14/02/2018 14:46

São Paulo, 14 - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, defendeu nesta quarta-feira a proposta de Orçamento para o próximo ano fiscal do governo do presidente Donald Trump. Segundo ele, a iniciativa irá cortar gastos e gerar mais crescimento econômico, reduzindo ainda a relação entre a dívida e o Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Mnuchin disse que o Orçamento proposto deve ser visto como mais um passo nas políticas de Trump para impulsionar a economia, gerar empregos e cortar regulações desnecessárias. Também afirmou que as medidas do governo garantem que as empresas americanas serão mais competitivas e encorajam a repatriação de lucros. O secretário falou durante audiência da Comissão de Finanças do Senado em Washington, na qual discutirá as propostas de Trump para o Orçamento no ano fiscal de 2019.

Membro democrata mais graduado na comissão, Ron Widen criticou duramente a proposta. Segundo ele, o Orçamento proposto implicará cortes na seguridade social e nos gastos com saúde.

Widen ainda contestou o argumento do presidente de que a proposta representará um impulso para o setor de infraestrutura. Na avaliação do senador oposicionista, haverá na verdade um corte líquido nos gastos com infraestrutura, o que significará, por exemplo, mais pedágios nas rodovias. O plano de infraestrutura do governo é "ficção sobre ficção", afirmou Widen.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade