Publicidade

Estado de Minas

PMI composto avança para 50,7 pontos em janeiro, revela IHS Markit


postado em 05/02/2018 12:00

São Paulo, 05 - O Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) de Serviços do Brasil subiu de 47,4 pontos em dezembro para 50 pontos em janeiro, informou a IHS Markit nesta segunda-feira, 5. Dessa maneira, o PMI Consolidado atingiu 50,7 pontos no primeiro mês de 2018 depois de alcançar 48,8 pontos em dezembro.

O indicador da indústria caiu no mês, de 52,4 pontos para 51,2 pontos, permanecendo acima dos 50 pontos, que é o limite entre contração e expansão da atividade na metodologia da IHS Markit.

"O conjunto de dados mais recente do PMI indicou que a economia brasileira tomou sentido inverso no início do ano em comparação com as contrações observadas durante o último trimestre de 2017", reforçou a economista da instituição, Pollyanna de Lima.

O volume de novos negócios para as empresas de Serviços cresceu no primeiro mês de 2018, de acordo com a instituição, após uma estagnação em dezembro. A recuperação foi explicada pelos empresários pelas ofertas adicionais introduzidas no mercado, assim como o fortalecimento das condições de demanda.

No que se refere a preços, os custos do setor de Serviços aumentaram, com relatos de combustíveis, água e energia mais caros. Assim, as empresas elevaram também os valores cobrados pelos seus produtos. Para reduzir os custos, as empresas de serviços cortaram empregos no primeiro mês do ano. O nível de empregos caiu pelo trigésimo quinto mês consecutivo, refletindo também a baixa utilização da capacidade produtiva.

A confiança do setor de Serviços continuou a subir, com os entrevistados prevendo níveis mais elevados de atividades nos próximos doze meses. O sentimento positivo foi impulsionado por planos de reestruturação, previsões de um ambiente econômico melhor e projetos em fase de preparação, conforme a IHS Markit.

(Thaís Barcellos)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade