Publicidade

Estado de Minas

Aeroporto de Curitiba obtém o melhor índice de satisfação dos passageiros


postado em 30/01/2018 15:30

Brasília, 30 - Dentre os 20 maiores aeroportos do País, o de Curitiba obteve a melhor satisfação dos passageiros no último trimestre de 2017, de acordo com o Relatório de Desempenho Operacional dos Aeroportos divulgado nesta terça-feira, 30, pelo Ministério dos Transportes.

Esse foi o primeiro trimestre em que a pesquisa passou a contar com 20 aeroportos, responsáveis por 87% da movimentação de passageiros no Brasil. Até então, a pesquisa era feita com 15 aeroportos. A pesquisa aborda 38 indicadores de infraestrutura, atendimento, serviços, itens de gestão e a satisfação geral.

Dos 15 aeroportos que já vinham sendo avaliados, 14 tiveram nota acima de 4 pontos, que é a meta do governo. Curitiba liderou com 4,77 pontos, seguida por Viracopos (4,76), Confins e Natal (4,48), Santos Dumont e Guarulhos (4,43), Manaus (4,39), Brasília (4,34), Fortaleza (4,32), Recife (4,29), Porto Alegre (4,28), Congonhas (4,22), Cuiabá (4,14) e Galeão (4,11).

Desse grupo, apenas o aeroporto de Salvador ficou abaixo da meta, com uma nota de 3,91 pontos. "Há uma manutenção da percepção positiva que os clientes têm dos aeroportos. Já o aeroporto de Salvador continua sendo um ponto de atenção", reconheceu o secretário de Aviação Civil do Ministério dos Transportes, Dario Lopes.

Foram entrevistadas 13.908 pessoas nesses terminais e, na média, a nota desses 15 aeroportos ficou em 4,35 pontos no fim de 2017, ante 4,28 pontos no último trimestre de 2016. Nessa comparação, porém, houve piora nas notas dos aeroportos de Porto Alegre, Brasília, Recife e Galeão. Segundo Lopes, os problemas pontuais identificados nesses terminais já estão sendo corrigidos.

De acordo com o secretário, as principais reclamações dos passageiros ainda ocorrem em questões como conforto térmico, conforto acústico e o acesso à internet. "Ainda não estamos em um patamar confortável, mas a evolução dos indicadores das áreas de comércio e alimentação dos aeroportos mostra que estamos no caminho certo", acrescentou.

Nesse trimestre, o levantamento passou a contabilizar as avaliações dos aeroportos de Maceió (4,28), Goiânia (4,21), Belém (4,01), Vitória (3,85) e Florianópolis (3,51). Nesses casos, a pesquisa foi realizada apenas nos meses de novembro e dezembro.

O ministério também mediu a qualidade dos serviços das empresas aéreas no último trimestre de 2017. A Azul foi a companhia mais bem avaliada nos quesitos "tempo de espera na fila para embarque doméstico" (10 minutos e 25 segundos); "espera no balcão de check-in (6 minutos e 20 segundos); e "tempo médio de restituição da última bagagem" (5 minutos e 6 segundos). A Gol teve o melhor "tempo de restituição da primeira bagagem" (9 minutos e 24 segundos).

(Eduardo Rodrigues)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade