Publicidade

Estado de Minas

Audiência entre Maia e Cármen Lúcia tratou de reforma da Previdência


postado em 24/01/2018 13:42

Brasília, 24 - O presidente da República em exercício, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), encontrou-se por cerca de duas horas com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, na manhã desta quarta-feira, 24. Ao sair do encontro, o deputado falou rapidamente com a imprensa e disse também estar confiante com a privatização da Eletrobras.

Maia afirmou que a reforma da Previdência e o salário dos juízes foram os assuntos tratados no encontro com Cármen. "Conversamos tanto sobre a reforma da Previdência como sobre a discussão do projeto de lei que regulamenta a questão do extra-teto dos salários", disse Maia, acrescentando que ao final da reunião participou o presidente da Associações dos Magistrados Brasileiros, Jayme de Oliveira.

"São temas que geram alguma polêmica e precisam ser construídos de forma harmônica entre os três poderes, e assim tem sido feito, e será feito no caso dessas votações que devem ocorrer no início do ano", completou Maia.

Em torno da reforma do regime previdenciário, Maia não especificou sobre o que foi tratado com Cármen Lúcia. Ele ainda frisou que veio conversar com a ministra como presidente da Câmara dos Deputados, e não como presidente da República interino.

Por isso, segundo ele, as questões em torno da posse da deputada Cristiane Brasil como ministra do Trabalho não foram tema da reunião.

"Esse é um problema do governo. Apesar de eu ter minha posição clara de que a nomeação é uma discussão discricionária do presidente, de que não há nenhum impeditivo para a posse, eu não tratei disso com a presidente Cármen Lúcia", afirmou Maia.

(Amanda Pupo)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade