Publicidade

Estado de Minas

Mensagem que levaremos a Davos é de que Brasil voltou, diz Moreira Franco


postado em 20/01/2018 11:48

Brasília, 20 - O ministro da Secretaria de Governo, Moreira Franco (MDB), afirmou em vídeo divulgado neste sábado, 20, que o governo brasileiro levará ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, a mensagem de que o "Brasil voltou". Segundo ele, o presidente Michel Temer e os ministros que participarão do evento pretendem dizer também que há uma disposição "muito grande" do governo para aprovar a reforma da Previdência.

"Na semana que vem, o presidente Temer, os ministros (Henrique) Meirelles (Fazenda), Fernando Coelho (Minas e Energia) e eu estaremos em Davos. E lá temos uma mensagem. Uma mensagem singela, curta, mas absolutamente verdadeira: o Brasil voltou, e retornando para dizer que enfrentamos a mais grave crise econômica da nossa história. Superamos a recessão, baixamos a inflação de mais de 10% para 2,9%", diz Moreira no vídeo.

O ministro afirmou que o governo também vai ressaltar que está se esforçando para aprovar a reforma da Previdência. "Vamos dizer que há uma disposição muito grande para enfrentar um problema que tem nos aterrorizado, inclusive provocado recentemente a queda no rating, no grau de investimento do Brasil, que é a questão da Previdência, que causa um desarranjo fiscal não só no governo federal, como também em quase todos os Estados do Brasil e nos grandes municípios", disse.

"Acreditamos e estamos trabalhando para que o Congresso, sobretudo, a Câmara dos Deputados enfrente esse problema, aprove reforma da Previdência e nos garanta que possamos, num futuro muito próximo, olhar e ver que governo federal e os governos estaduais e municipais estão em condições de manter o pagamento regular dos salários, das aposentadorias e das pensões", declarou Moreira, que deve embarcar junto com Temer para Davos na noite de segunda-feira (22).

(Igor Gadelha)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade