Publicidade

Estado de Minas

Servidores do BC fazem protesto na entrada da coletiva do RTI


postado em 21/09/2017 11:31

Brasília, 21 - Dezenas de servidores do Banco Central (BC) fizeram um protesto silencioso no prédio da instituição, pouco antes da coletiva de imprensa sobre o Relatório Trimestral de Inflação (RTI). Eles se reuniram do lado de fora do auditório da coletiva, no primeiro andar do edifício do BC, e formaram um corredor na passagem para a entrevista.

Vestidos de preto, eles se mantiveram em silêncio por vários minutos. Depois, bateram palmas por cerca de dois minutos. Nesse momento, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Viana de Carvalho, responsável pela entrevista sobre o RTI nesta quinta-feira, 21, ainda não havia chegado.

Os servidores reivindicam a inclusão da chamada "emenda 51" na medida provisória 784, sobre novo marco punitivo de instituições financeiras. Esta emenda, retirada do texto final na comissão mista que analisou o tema, determina que a função de técnico do BC passe a ser nomeada de auditor - assim como ocorre na Receita Federal.

Esta mudança abriria espaço para a valorização da carreira que, no BC, é de nível médio. Os auditores da Receita têm carreira de nível superior.

(Fabrício de Castro)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade