UAI
Publicidade

Estado de Minas

Procon proíbe venda de ovos Bis por suposto bullying

Para o órgão, a campanha publicitária do produto e a mensagem transmitida em sua embalagem incentivam a discriminação entre crianças e adolescentes


postado em 03/04/2014 07:40 / atualizado em 03/04/2014 10:56

Adesivos oferecidos junto com o produto incluem expressões como
Adesivos oferecidos junto com o produto incluem expressões como "morto de fome", "nerd" e "nervosinho" (foto: Reprodução)

A Secretaria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio suspendeu a venda e determinou a apreensão dos ovos de Páscoa Bis Xtra+Chocolate, fabricados pela Mondelez Brasil com a marca Lacta. Para o órgão, a campanha publicitária do produto e a mensagem transmitida em sua embalagem incentivam a discriminação entre crianças e adolescentes. A embalagem do produto contém a frase "Personalize a embalagem com adesivos e sacaneie seu amigo". Os adesivos oferecidos junto com o produto incluem expressões como "morto de fome", "nerd" e "nervosinho".

Por meio da Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio (Procon-RJ), a secretaria determinou que as vendas do ovo ficarão suspensas até que a mensagem em sua embalagem seja alterada e deixe de conter textos de incitação ao bullying. "A Páscoa possui uma mensagem de paz e confraternização e essa campanha manda sacanear os outros? Quem elaborou essa campanha é sem noção", acusa a secretária estadual de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos.

Por meio de nota, a Mondelez Brasil informou que não foi notificada pelo Procon-RJ, até o presente momento, de qualquer questionamento oficial envolvendo o ovo de Páscoa Bis Xtra e, por esse motivo, não pode comentar o caso. (Com Agência Estado)




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade