Publicidade

Estado de Minas

Sobem os preços de imóveis residenciais na China


postado em 18/03/2013 00:04

Xangai, 17 - O aumento na média de preços de imóveis residenciais em 70 cidades chinesas acelerou em fevereiro ante janeiro, uma vez que as vendas subiram acentuadamente na expectativa de mais medidas de aperto no setor imobiliário. Além disso, os valores aumentaram, pois muitos investidores esperam que os preços continuem a subir, apesar das restrições.

Os preços de casas recém-construídas subiram em 66 das 70 grandes e médias cidades da China em fevereiro ante janeiro. Na comparação mensal de janeiro, os preços haviam aumentado em 53 cidades. Os preços nas 70 cidades aumentaram 1,01% em média em fevereiro ante janeiro, em comparação com os 0,54% em janeiro ante dezembro, de acordo com cálculos da Dow Jones.

O preço médio nas grandes cidades, como Pequim, Xangai, Shenzhen e Guangzhou, subiram em fevereiro em comparação com janeiro.

Os preços também avançaram em ritmo mais acelerado em fevereiro na comparação anual, pelo segundo mês consecutivo, de acordo com dados divulgados neste domingo pelo Escritório Nacional de Estatísticas (NBSC, na sigla em inglês).

Em relação ao mesmo mês do ano anterior, os preços subiram em 62 cidades em fevereiro, em comparação com 53 em janeiro. Os preços subiram 1,75% em média em fevereiro ante o ano anterior, acelerando de um aumento de 0,63% em janeiro - que foi a primeira alta anual desde fevereiro de 2012 -, mostraram os cálculos.

No início deste mês, o governo disse que vai impor um imposto de 20% sobre os lucros de revendas de residências, e aumentar o valor da entrada e as taxas de hipotecas para compradores de segundas residências em cidades onde os preços estão subindo com muita rapidez.

Os formuladores de políticas têm trabalhado nos últimos três anos para impedir uma aceleração demasiada no aumento de preços. Eles impuseram maiores exigências de pagamento de entrada e a proibição de hipotecas múltiplas em algumas cidades, mas essas restrições tiveram um impacto limitado. As informações são da Dow Jones.


Publicidade